Palestra Líder Produtivo e Show-Palestra com Roberto Justus

publicoQuinta participei em Brasília do evento de encerramento da NProduções aonde abri com uma palestra de produtividade para Líderes e o Roberto fechou com o seu show-palestra, para quase 3.000 mil pessoas, extremamente qualificadas (até o Governador foi ver o show do Roberto!).

Antes de comentar das palestras, preciso falar da NProduções, que na minha opinião, é um dos melhores organizadores de evento do País, um exemplo de atendimento e atenção. Todos os detalhes são levados em conta. Da recepção no aeroporto a total atenção aos palestrantes. Para ter uma idéia, quando cheguei no quarto do hotel tinha uma Lata de Panetone de presente com um cartão. Nonproducoes evento, a simpática e atenciosa Barbará da NProduções se encarregou de ficar como apoio para mim, uma hora ela disse: “suas maçãs estão guardadas!”.

Eu não tinha a menor idéia do que ela estava falando, e quando perguntei ela disse que na última palestra que fiz por lá eu pedi maçã, eles anotaram que eu gostava de maçã e já providenciaram dessa vez! Impressionante né?

Para abrir fiz uma palestra sobre produtividade para Líderes, que basicamente desperta o líder para prestar atenção no custo e prejuízos da Improdutividade corporativa. A palestra abordou temas como os 4 pilares que geram toda a improdutividade nas empresas, o dilema da execução (aonde trouxe um case de sucesso), a questão do senso de urgência, definição de prioridades com a equipe além de reuniões e e-mails. Foi uma palestra muito legal, eu gostei bastante do resultado.

Depois tivemos o tão esperado show do Roberto. Ele abriu a palestra dizendo que seria um mix de conteúdo com música e começou falando sobre a trajetória pessoal e profissional que o levaram a ser quem ele é.

Ele brincou com o público e disse que quando ele começou a ficar  popular, que as pessoas questionavam até a sexualidade dele, ou que puxavam ele para baixo. Ele mostrou claramente, que mesmo para quem está no topo, muita gente vai tentar te derrubar.

A palestra foi um sucesso! O conteúdo foi pertinente, brilhante e bem balanceado com o mix de músicas. Ele falou desde sonhos, grandes empreendedores Brasileiros, a necessidade das persistência, relacionamentos e curiosidades sobre as músicas que ele ia cantar. Ele também comentou sobre minha pessoa e sobre a Triad, rasgando elogios. Infelizmente nossa sociedade não deu certo, mas admiro muito Roberto como pessoa e empreendedor e tenho a certeza que ainda teremos negócios em conjunto.

cdrobertoE o Show? Aaahhh o SHOW foi surpreendente. No começo ele estava um pouco inseguro, mas foi se soltando aos poucos e arrebentou! Ele canta muito bem, dança e até fez passinhos com o pessoal da banda! Com seu inglês perfeito ele cantou e encantou! A mulherada foi ao delírio, nas últimas 4 músicas muitas correram para a frente do palco. Fábio Júnior que seu cuide!

Quem tinha dúvidas que a mistura do conteúdo do empresário Roberto Justus com o Cantor seria um fiasco, quebrou a cara! É uma pedida muito legal para um evento corporativo.

Ontem, repeti a palestra de Líderes em um evento em São Paulo da KLA, com umas 1.300 pessoas aproximadamente. Dessa vez tive menos tempo e não sei o que me deu que a palestra não foi muito legal não. Estava preocupado com o tempo, teve uma hora que meu klarelógio marcavam 25 minutos para o fim mas, chegou a plaquinha marcando 15 minutos e acabei me atropelando no final. Se comparar com a palestra de quinta, parecia outra pessoa! Mas tudo bem, acontece, o conteúdo foi passado, não na minha melhor performance, mas deu certo! A KLA, como sempre, foi um sucesso também na organização e condução do evento. Um show no cumprimento de horários.

 

Seu chefe pode te matar! (de verdade!)

Uma equipe do Instituto Karolinska e da Universidade de Estocolmo encontrou uma forte ligação entre mau gerenciamento e risco de distúrbios cardíacos graves e até ataques do coração nos empregados.

Os pesquisadores monitoraram a saúde de mais de 3 mil funcionários do sexo masculino, com idades entre 19 e 70 anos, na região de Estocolmo, por um período de quase dez anos.

Foram registrados 74 casos fatais e não-fatais de ataques cardíacos ou angina instável (dor ou desconforto no peito ou áreas adjacentes causados por fluxo inadequado de sangue no coração).

Foi pedido aos participantes do estudo que avaliassem o estilo de liderança de seus gerentes em áreas como a clareza no estabelecimento de objetivos para seu pessoal e a habilidade de comunicar e dar um retorno ao funcionário da avaliação do desempenho pessoal.

Quanto mais competentes os funcionários consideravam seus gerentes, mais baixo seu risco de sofrer problemas cardíacos graves.

Os funcionários que consideravam seus chefes menos competentes apresentaram um risco 25% maior de problema cardíaco grave.

Longa duração
A pesquisa mostra ainda que quanto mais tempo um funcionário trabalhava em uma empresa sob um mau gerente, maior a ameaça à saúde. Os que trabalhavam por quatro anos ou mais nessas condições apresentaram um risco 64% maior de desenvolver doenças cardíacas.

Os especialistas acreditam que ao se sentirem pouco valorizados e sem apoio no trabalho, os funcionários sofrem de estresse que, com freqüência alimenta comportamentos insalubres como a adoção do hábito de fumar que pode causar males cardíacos.

Os pesquisadores sugerem que as empresas devem tomar medidas para melhorar o desempenho dos gerentes levando em conta a avaliação que fazem dele os seus subordinados, para afastar a possibilidade de graves distúrbios cardíacos em seus funcionários.

O estudo foi divulgado no site Occupational and Environmental Medicine.

BBC Brasil

Semana de Palestras

Esta semana estarei em dois eventos abertos ao público, para fazer uma nova palestra sobre Produtividade para Líderes.

O objetivo não é ensinar liderança, mas sim como os líderes podem conseguir fazer suas equipes serem mais produtivas e com resultados. A palestra aborda os principais pilares que envolvem todos os pontos críticos de produtividade nas principais corporações e uma série de estudos que estou desenvolvendo.

A primeira palestra será da NPRODUÇÕES, em Brasília, no dia 27/11, depois da palestra haverá uma palestra-show com o Roberto Justus!

palestraNproducoes

A segunda será realizada pela KLA, em São Paulo, no dia 29 de novembro, mas pelo que sei o evento já está praticamente esgotado.

palestra kla

No sábado fiz a palestra REUNIÕES DE RESULTADO em Florianópolis para o SINSESC.

DÁ UM TEMPO – TV IDEAL

Participei do programa Dá um Tempo da TV Ideal que conta a história de um jornalista fazendo uma matéria sobre o tempo em suas diversas vertentes.. é como uma mini-novela…

Os capítulos que participei estão no link abaixo:

daumtempo

Parte 1- http://www.idealtv.com.br/midiacenter?videoid=a667d799f1449037a9848e81f3dc904a&categoryid=1125

Parte 2- http://www.idealtv.com.br/midiacenter/?videoid=8e7e8f858177849c52d4d78201a25a6d&categoryid=1126

Gestão de Tempo no EMPRETEC

Hoje estive no 13o Encontro Internacional de Empreendedores, realizado pelo Sebrae com objetivo de reunir empreendedores de todo o Brasil e empretecos de todo o mundo.

Durante o encontro, aconteceu a reunião com toda a equipe de facilitadores do Empretec (resumindo: o melhor programa de formação de empreedendores no Mundo, desenvolvido pela ONU e distribuído no Brasil pelo Sebrae). Quase 200 instrutores reunidos, pelo que pude contar, para discutir a migração do seminário Empretec de 9 dias para 6 dias.

Eu já fiz muitos cursos de empreendedorismo, mas igual o Empretec realmente não há. Alguns dizem que vale mais que um MBA, outros que dá uma reviravolta em tudo. Em 2002 um amigo meempretec-sebrae falou do seminário, fui fazer, me apaixonei e fui convidado para ingressar a equipe de instrutores, a qual faço parte até hoje.

O Empretec originalmente foi formulado para ser aplicado em 9 dias corridos, mas devido a falta de tempo dos empresários, teve que sofrer um “processo de produtividade” e vai ficar com 6 dias.

Algumas pessoas me perguntaram sobre essa modificação na duração, hoje deu para entender o processo todo. A mudança não foi jogada. Foi feito um intenso estudo pela equipe Brasileira de instrutores, inclusive com muita estatística dos resultados comparativos entre 6 e 9 dias. Na prática, eles conseguiram criar um seminário com 3 dias a menos mas com o mesmo resultado! E foi a primeira versão aprovada pela ONU que será replicado no mundo todo!!! Talento brasileiro em ação! Muito bom para todos.

Uma coisa interessante que ouvi hoje foi sobre o estudo das bases motivacionais do empreendedor. Antes achava-se que era principalmente por Realização que o empreendedor agia, mas hoje entendeu-se que é um conjunto de motivos: Realização, Poder, Afiliação e Medo do fracasso.

O conceito é complexo, depois falarei mais sobre isso por aqui. Enfim, se quiser visitar a feira e ver as soluções do Sebrae, segue o link:

http://www.aformuladainovacao.com.br/

Foco by Ernani Rios

Segue post enviado pelo Ernani Rios sobre sobre:

Outro dia, estava dedicando me tempo ao EU na agenda e jogando um pouco de Call Of Duty.

Numa determinada fase do jogo, estava enfrentando os adversários quando percebi que disparava a arma em diversas direções, sem foco !

O resultado foi que perdi e tive que recomeçar a fase novaneuronios mente.

Ao chegar novamente no mesmo ponto do jogo, mudei de tática e foquei o adversário. Como conseqüência, passei de fase.

Neste momento, veio a seguinte pergunta:

– Quantas vezes não fazemos isso no nosso dia ? “Atiramos para todos os lados” ao invés de focas nossos objetivos!

Fazendo um paralelo do jogo com a realidade,durante o dia existem diversas atividades que tiram o nosso foco e dessa forma, atiramos para todos os lados.

A lição que podemos tirar dessa situação é que a partir do momento em que focamos nossos objetivos e “corrermos” atrás deles, conseguiremos “passar de fase”!

Como Evitar Reuniões Inúteis

Na Exame desta quinzena vi uma frase fantástica da vice presidente de operações do Mc Donald´s, Jan Fields:quatrocorpos

Reuniões fazem com que as pessoas percam o foco no trabalho. Sempre que estão numa reunião, não estão fazendo aquilo que deveriam fazer.”

Eu concordo muito com essa frase, mas não 100%. Reuniões são necessárias no mundo colaborativo que vivemos, mas elas devem ser exceção e não a regra da empresa.

Precisamos fazer uma dieta de reuniões nas empresas e evitar ao máximo esses encontros que em geral são péssimamente conduzidos e levam ao grande desperdício de tempo.

Veja algumas dicas para evitar reuniões na empresa:

  1. Vai decidir? Senão, cancele! – Se a reunião não tem poder de decidir nada, é melhor cancelar e usar o tempo para outra coisa. Pessoas que vão apenas para discutir a cor da chuva sem nada de efetivo para alterá-la, estão jogando tempo no lixo!
  2. Existe outra forma de resolver a questão? – Que tal antes de convocar a reunião pensar em alguma alternativa para resolver o assunto sem precisar da reunião?
  3. Conversa individual – Ao invés de usar a reunião será que uma pequena conversa particular com os membros da equipe e depois um e-mail com a resolução não ajudaria? Pode parecer que se ganha tempo falando para 5 de uma vez só, mas na prática isso é contraditório.
  4. Proponha uma solução – Que tal você enviar uma possivel solução para a pessoa que convocou a reunião e assim evitar todo o processo de discussão? Em muitos casos a solução já está pronta previamente a reunião.

Há Momentos (by Clarice Lispector)

lifebalance-internonotexto Recebi de uma amiga e achei legal compartilhar.. tem muito a ver com o que falo aqui no blog..

Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.
Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.
Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.
As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.
A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.
O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.
A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.

5 razões porque as listas de "algum dia" não funcionam

 to_do_listRecebi um e-mail perguntando minha opinião sobre a técnica do GTD e da antiga TimePlanning, da lista que podemos fazer quando não queremos esquecer de algo e colocamos em uma lista de “algum dia” para fazer.

Eu já tentei usar essa abordagem e já vi pessoas tentarem usar e simplesmente não funciona na maioria do casos. Aqui as principais razões para você evitar essa prática:

1 – Lista de procrastinação – Esse é o nome correto da lista de “algum dia”. Você colocar coisas ali que acha legal e nunca acaba fazendo, ai passam os prazos, a coisa perde o sentido ou simplesmente não é mais possível de fazer.

2 – Sem prazo, sem ação – É muito provável que tarefas que ficam soltas nessa lista nunca sejam feitas, pois não há um prazo que você deseja executá-las. No mundo sem tempo que muitos vivem é quase uma utopia encaixar algo que não foi programado não é verdade?

3 – Pouca revisão – Se você não criar o hábito de revisar essa lista frequentemente, acaba não servindo para nada! E a tendência natural a esse tipo de lista é apenas crescer e raramente esvaziar.

4 – Não há associação com itens relevantes – Se uma tarefa qualquer na sua vida não estiver associada a algo que irá trazer um benefício na sua vida, você não a realizará espontaneamente. Por isso uma lista de atividades apenas fica sem relevância e por consequência sem execução.

5 – Não é para coisas práticas – Tudo que parece legal é colocado nessa lista e acaba tendo coisas na lista que você nunca realmente fará, se torna uma lista de sonhos distantes. Tipo aquele curso de apicultura que você acha interessante, mas nunca vai fazer.