Coisas sobre Metas.

Há um tempo atrás o Seth Godin postou em seu blog um texto interessante sobre metas. Segue a tradução livre do texto dele:

Ter metas é auto-cobrança.

Se você não tem uma meta (corporativa, vendas, carreira, atlética, etc) então você pode fazer o seu melhor. Você terá o que vier. Você priorizará constantemente. Se você não tem uma meta, você nunca vai se preocupar em perdê-la (ou alcançá-la). Se você não tem uma meta você não precisa dar desculpas também.

Não ter uma meta leva você a agitação, ou a ter mais diversão, ou gastar seu tempo fazendo o que importa agora, que é apesar de tudo, o momento que você está vivendo!

As coisas sobre metas é que viver sem elas é mais divertido, a curto prazo.

Isso parece para mim, entretanto, que as pessoas que fazem as coisas acontecerem, que lideram, que crescem e que fazem impacto, que essas pessoas tem metas!”

Perfeito esse post! Muita gente me questiona porque sou tão fanático com metas e porque associo tanto isso com gestão de tempo. A resposta é simples: sem meta, sobra espaço para o circunstancial e o urgente na agenda, e o importante de verdade fica de lado.

Sem meta a pessoa não sai do lugar, não se coloca para agir, não se desafia, não tira a enrolação da vida! Se você não tem uma meta para que ter mais tempo?

Viver a curto prazo acaba rápido! Se você não definir a sua vida para os próximos 3, 5, 10, 20 anos, dificilmente vai evoluir. E isso não quer dizer, que os planos não possam mudar, é claro que podem, mas sem planos só fica a confusão do dia.

O único problema com as metas é que poucas pessoas fazem metas de verdade. A maioria acha que tem metas e na verdade tem apenas sonhos rascunhados! Mas isso eu explico em outro post…