Gestão de Tempo Móvel da Garota Sem Fio

Acabei de receber um e-mail da minha amiga Bia Kunze, a Garota Sem Fio, com uma contribuição fantástica aqui para o Blog, complementando o post do Ernani.

A Bia é a maior especialista em tecnologia “móvel” no País! Se você tem dúvidas de que smartphone comprar, como usar e ganhar produtividade com ele, a Bia é pessoa certa para te ajudar!

Em breve espero ter mais contribuições dela! Com o blog novo, vamos ter um link direto pro novo blog dela.

Segue o post:


Sem a tecnologia móvel eu não conseguiria administrar minha vida atribulada, gerenciando consultório, odontologia homecare, blog, emails e as publicações onde escrevo. Ironicamente, acabei virando consultora em tecnologia móvel e ganhei mais uma atribuição. Sem contar a vida doméstica, sendo esposa e tendo 2 casas para administrar uma em Curitiba e outra em SP. biakunze

Muitos acabam se tornando escravos da tecnologia quando as "delícias" 
do mundo móvel chegam em suas mãos. Comigo aconteceu o contrário. 
Continuo reservando as mesmas horas diárias para trabalhar, mas elas  rendem muito mais que antigamente. É uma questão de saber fazer.
Aboli papel e pendrives, uso smartphone e discos virtuais para armazenar docuementos e acessá-los de qualquer lugar. Os prontuários dos meus pacientes são acessados facilmente a qualquer hora, seja do notebook ou do smartphone. Aliás, quando estou fora de casa ou do consultório, não carrego mais nem notebook ou netbook comigo.

A seguir algumas regras que adotei como profissional móvel:

1. O email "push" e fantástico, mas não uso. Verifico os emails manualmente, um certo número de vezes ao dia. Só porque tenho um smartphone não significa que tenho que estar disponível sempre. O bacana do dispositivo móvel é a disponibilidade, não a ubiquidade, ou
seja: ele estar à mão *quando eu quiser* e *se* eu quiser.

2. Também tenho um home-office e nele passo longos períodos 2 vezes ou 3 vezes por semana, dependendo da agenda. É onde leio, navego, telefono, faço meus projetos e escrevo meus artigos. Para não perder o foco, trabalho nele como num escritório convencional (nada de pijama e chinelo) e adotei algumas normas rígidas, como evitar interrupções quando estou concentrada numa tarefa. Isso inclui desligar telefones. 
Quando termino uma tarefa, me recompenso com uma pausa para uma xícara de café e uma boa música e parto para a próxima.

3. Quando não estou em horário de trabalho, os celulares ficam desligados. Só meu telefone pessoal, que pouca gente tem, fica disponível. Fico totalmente focada na casa, na família e no lazer. 
Sinceramente, acho que só 0,001% da humanidade precisa ficar disponível o tempo todo, como presidentes da república e plantonistas de UTI. Ninguém vai morrer até a segunda-feira se me procurar no fim de semana. Administre bem sua rotina de comunicação – telefone, emails, instant messengers, VoiP etc – criando uma rotina atrelada a um sistema e se comprometa com ele.

4. Atualmente minha meta de vida é dedicar 60% do meu tempo para leitura, estudos e desenvolvimento pessoal. Para conseguir tal feito, desacelerei. Deleguei muita coisa para terceiros e procuro me concentrar nas tarefas que só eu mesma possa executar – e a maior parte delas dizem respeito à criatividade e tomada de decisões. Por isso tenho que estar com a mente sempre "fresca". Anoto tudo, sempre: 
novas tarefas, novas idéias. O smartphone está comigo o tempo todo, então nenhuma anotação escapa. Faço no momento que ela surge. Sem os famigerados papéizinhos, tudo fica organizado e a salvo. Sempre.

5. Sem tempo perdido ao longo do dia, durmo exatas 8h por noite (já cheguei a dormir 4 ou 5h), evito comer fast-food (um mal de quem passa muito tempo fora de casa) e não faço "serão" trabalhando de madrugada. 

Se não dei conta ou surgiram urgências ao longo do dia, as pendências ficam para o dia seguinte. Como não deixo nada para a última hora, a folga na agenda me permite cuidar de urgências sem me sobrecarregar no dia seguinte. É o meu smartphone quem avisa quando está na hora de trabalhar ou de parar de trabalhar. Não reservo x horas por dia para trabalhar, mas pré-estabeleço horários para me dedicar à *categorias* de tarefas. O calendário no meu smartphone é dividido em categorias, por papéis: dentista, familiar, garotasemfio, eu, estudante. Assim monitoro se dedico o tempo adequado a cada um.

E pedalo bastante: só uso o carro quando preciso percorrer distâncias longas ou atender pacientes em casa. Atividades físicas não são só para exercitar o corpo, elas nos trazem prazer e nos beneficiam como um todo. Minha disposição aumentou muito desde que comecei a pedalar e raramente chego em casa à noite em estado de estafa. E ainda economizo tempo e dinheiro de academia :)

Milagre? Não, disciplina. Mais uma vez, repito: não é difícil. É só questão de adotar um sistema, se comprometer a ele e fazer dele um hábito.

www.garotasemfio.com.br

www.twitter.com/garotasemfio

2 Respostas

  1. Excelente post com o texto da “garota sem fio”. Impressionante como ela consegue administrar várias atividades (profissão, família, blog, estudantes).
    Parabéns! Vou correndo seguir ela no Twitter.
    Abraços

  2. Puxa Christian, que legal esse post. Estou super alinhado com ela, mas mais atrasado. Muita coisa aí eu faço, e outro tanto, eu tento fazer. :-)

    Abração, Miguel

Responder

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s