Exemplo a ser seguido: Fundação Odebrecht

Uma das coisas mais legais no trabalho que faço é a oportuniadde de conhecer pessoas diferentes, empresas dos mais variados segmentos, modelos de gestão e de empreendedorismo de sucesso como é a Odebrecht.

Há algumas semanas atrás estive em Salvador durantes dois dias para dar um treinamento aos líderes da Fundação Odebrecht. Mas na verdade fui eu que tive uma aula sobre empreendedorismo e responsabilidade social.

Image_00094

Sem dúvida você já deve ter ouvido falar na Odebrecht, apesar de que  eles são “low profile” na imprensa (como eles mesmo dizem), com certeza uma ou outra matéria sobre eles você já deve ter lido. A Odebrecht tem uma história muito bacana de empreendedorismo, que surgiu por volta de 1856 com a chegada do Emil Odebrecht ao Brasil, de la para cá, foram muitas dificuldades e muito sucesso até chegar em um grupo que investe em diversos segmentos e tem  faturamento acima dos US$ 19 bilhões.

A fundação Odebrecht promove a educação de jovens para a vida, pelo trabalho e para valores, visando sua formação como cidadãos responsáveis, conscientes, produtivos, participativos e solidários. É um trabalho magnífico, realmente faz o papel do estado no baixo Sul da Bahia.

Além de escolas e apoio na formação eles incentivam o empreendedorismo local, dando crédito, suporte e apoio para jovens se tornarem micro empresários. Gostei muito de tudo que eles fazem por lá. O mais bacana é que isso é realidade e não marketing como muitas empresas fazem por ai.

Image_00093

Eu andava meio desacreditado do conceito de “responsabilidade social” que muitas empresas andam usando como marketing, mas na prática tem pouca coisa de verdade. No caso deles é diferente, praticamente zero marketing e bastante ações concretas sendo feitas.

Parabéns ao time da fundação pela paixão ao que fazem e ao impacto que causam na sociedade! É um exemplo a ser seguido e um motivo de orgulho para nós Brasileiros.

ps.: As fotos acima foram tirados com meu celular na visita ao Museu Odebrecht, na sede da empresa.

O problema da falta de visão – by Iussef Zaiden

Tenho sentido quando falo de propósito e visão, que as pessoas torcem o nariz, expressando uma grande aversão sobre esse assunto.

Ultimamente venho estudando qual o poder de se ter uma visão e missão claras.

Esse poder nos dá uma visão da onde queremos chegar no futuro, serve como bússola na vida.

O assunto vem Business concept isolated on whitecausando muita polemica, pois as pessoas que não tiveram essa experiência têm grandes dificuldades de entendimento e perguntam com freqüência para que serve isso.

Desde que escrevi minha missão pessoal, ficou fácil e claro de ter uma visão daquilo que quero na minha vida, ficou fácil determinar as minha prioridade, e assim utilizar o meu tempo da forma que mais me atrai e controle sobre minhas prioridades.

Meu amigo Jerônimo no seu livro Manual do Empreendedor da editora Atlas, escreveu sobre esse assunto e achei interessante compartilhar com vocês.

“É natural que existam pessoas, inclusive funcionários, que discordem da visão adotada por suas empresas. Quando a proporção dos descontentes, ou discordantes, ultrapassa a 50%, há necessidade de revisão periódica da visão, pois será difícil incorporá-la nas equipes e atingi-la no futuro.

A maioria das pessoas adota uma postura passiva em relação à visão da organização, por vários fatores, dentre os quais: desconhecimento da visão da empresa; falta de clareza da comunicação da visão; incompatibilidade ente a visão das pessoas e a das organizações; indiferença em relação à visão.”

Nas situações acima colocadas, aquelas em que existe incompatibilidade e indiferença, me preocupa de mais, pois as organizações não conseguiram atingir seus objetivos, por causa de pessoas desse tipo, que não tomam nenhuma atitude e continuam na organização mesmo não concordando com ela. Aí me pergunto: Por que ficar nesta organização? É o casão para refletirmos, tanto as organizações com nós mesmos. Vale a pena sofrer por uma visão e missão que não me apaixono e concordo, ou vou seguindo na vida para ver aonde vai dar. Esse é o tipo de pessoa que não sabe para onde quer ir, mas é um urubu nas organizações, que esta ave me perdoe.

Bem continuando, meu amigo deu um exemplo fantástico de uma empresa que apaixona as pessoa pela sua visão.

“Uma das empresas mais admiradas e respeitadas do mundo dos negócios, por sua característica essencialmente inovadora, é a 3M, presente em quase 200 países com mais de 5 mil produtos que se renovam constantemente. A natureza criativa da 3M está muito clara em sua visão de negócio e vai além ao abranger as questões sociais e ambientais, cujo compromisso é assumido a partir do momento em que a visão torna-se pública. Desse momento em diante, a empresa não pode mais recuar.”

Visão da 3M

A Visão da 3M é ser a primeira empresa em tecnologia diversificada do mundo e o fornecedor preferido de nossos clientes. A inovação não se aplica somente nos produtos e serviços da empresa, mas também nos relacionamentos de negócios, abrangendo questões sociais e ambientais.

E ainda assim tem gente que reclama!

Até a próxima.

Autor: Iussef Zaiden

Eu cansei.

hear_machucadoHoje estou aqui para fazer uma confissão, ou melhor, talvez um desabafo para você, afinal estamos juntos há tanto tempo. 

Durante muitas vezes me senti usado, mal tratatado e mal interpretado. Você diz que eu tenho pressa e fico sempre correndo quando o assunto é você.

Você diz que me tem pouco, mas poucas vezes repara que estou sempre presente. Você diz que eu não te dou atenção, mas na verdade é você que não me dá a mínima.

Você reclama que quando precisa de mim não estou a sua disposição mas na verdade nunca deu valor quando eu estava à toa.

Hoje eu cansei. Passei para dizer que na verdade eu não sou o único errado dessa história.

Estou sempre aqui e sempre a disposição, mas você não me valoriza. Só lembra de mim quando fica doente ou está todo enrolado com as suas coisas de trabalho.

Sou muito democrático e simplesmente gosto de seguir as coisas que você determina. Então sou simplesmente um reflexo de suas próprias atitudes.

Eu não reclamo, mesmo quando você coloca coisas que não tem nada a ver, que fazem mal ou que não trazem nenhum tipo de resultado ao nosso relacionamento.

Estou aqui para você lembrar, que nós podemos ter um relacionamento melhor, mais estável, mais alegre e equilibrado. Afinal é simplesmente isso que eu quero. Você é a pessoa que escolhi para viver até o fim dos dias e isso nunca ninguém poderá mudar. 

hopeEstrou aqui para te perdoar e ser perdoado, pois ainda temos uma jornada juntos e podemos fazer sempre um novo começo, mesmo sem mudar o nosso passado.

Estou aqui para você entender que cansei de ser apenas seu tempo. Queria ser a sua vida. Mas essa é uma decisão que apenas você poderá tomar.

Eu me chamo tempo. Mas você pode me chamar de família, relógio, trabalho, descanso, lazer ou qualquer outra coisa. 

Vamos fazer as pazes?

Viva seu tempo com muita sabedoria!
Christian Barbosa
(em um dia inspirado)

Os realizadores, os conformados e os procrastinadores.

Uma forma fácil de entendermos o ritmo produtivo e evolução das pessoas é dividi-lo em três grandes grupos:

  • Os realizadores – são aqueles que saem do lugar e fa zem alguma coisa seja para atingir seus objetivos, dar saltos na carreira, viver melhor seus relacionamentos e ter mais saúde e prosperidade em todos os sentidos.
  • Os conformados – são aqueles que já assumiram que simplesmente não barriga-cerveceradá pra mudar, que a vida é assim mesmo, que ele não nasceu com o “rabicó” virado para a lua e que acredita que time que está empantando pelo menos não tá perdendo.
  • Os procrastinadores – são aqueles que até tem vontade d e mudar, de fazer algo diferente, que se motivam para criar planos, mas na hora H alguma coisa os impede de dar o próximo passo.

A parte triste dessa divisão é que todo mundo, pelo menos uma vez na vida, já teve um desses perfis presente na sua rotina. Não é verdade? Ninguém é 100% realizador. Com certeza, o Bill Gates, Steve Jobs, Sílvio Santos, João Doria ou qualquer outro desses personagens que são extremamente bem sucedidos, já tiveram seus dias de procrastinadores e conformados.

Só que essas pessoas tem uma coisa em comum: eles conseguem administrar esses perfis e voltam rapidamente para o perfil realizador. Eles entendem que ninguém é inabalável, mas que todos tem uma capacidade inigualável de seguir em frente, no perfil adequado.

Em qual perfil você está vivendo hoje em dia? Que tal aproveitar que praticamente 50% do ano já foi embora para começar a viver no perfil mais adequado?

Entrar no perfil dos realizadores não é uma coisa do outro mundo, se eu pudesse definir 5 passos chave para começar a realizar, eles seriam:

1 – Aprenda a administrar bem o tempo que você tem para ter mais energia para caixamagicafocar nas coisas que você gostaria de realizar.

2 – Defina 1-2 pequenas ou médias realizações que gostaria de ter nesse próximo semestre, compartilhe com uma pessoa de extrema confiança e siga os passos nesse post para montar o objetivo.

3 – Crie uma disciplina mental de pelo menos diariamente ler e revisar os planos dessas realizações. Algo que o mantenha conectado ao que deve ser feito.

4 – Ache uma forma de vencer a procrastinação ou o confirmismo quando ele aparecer. Pode ser um vídeo, um filme motivador, um amigo que possa dar força, uma saco de porrada, etc. Toda vez que eu fico desmotivado, eu visito o site do meu concorrente mais medíocre e que faz o maior sucesso nos EUA, impressionante como isso me anima e me faz sair do lugar.

5 – Faça um mapa mental com as possibilidades de mudanças, próximos passos, idéias ou pequenas coisas que podem te ajudar a chegar no seu resultado. A função desse exercício é colocar sua mente para criar ações executáveis e não apenas “contemplações conformistas”.

Se não conhecer a técnica de mapas mentais, rabisque em uma folha de papel uma linha de um ponto A para o ponto B e no meio da linha comece a colocar pequenas ações (ou idéias) que vão te ajudar a chegar lá, depois refine esse rascunho em ações com datas na agenda. Veja esse exemplo:

image

E você? Que dicas você tem para sair da Procrastinação ou do Conformismo?

Brasil, o País da última Hora.

Se você tem voado nesses últimos meses deve ter reparado que simplesmente o País está falido em termos de infra-estrutura aérea, na última semana no feriado de Corpus Christi, estava indo para Salvador via Guarulhos. Simplesmente um caos. O estacionamento estava lotado, as filas de todas as companhias aéreas entupidas, muita gente reclamando do tumulto, um verdadeiro caos.

caosaereoDepois de conseguir embarcar tivemos de esperar quase 30 minutos na  pista devido ao tráfego aéreo e na volta tivemos de ficar dando voltinhas no ar por 45 minutos pelo mesmo problema. Ao chegar ao aeroporto a aeronave ainda teve de esperar por 20 minutos até achar o lugar onde parar.

No mês passado perdi uma conexão para New York devido ao atraso de 2h na saída da aeronave devido ao problema de tráfego também em Guarulhos. Na volta de Salvador sentei do lado de um piloto que comentou que infelizmente o Brasil está falido na questão aérea. Ele disse que raramente encontra problemas desse tipo quando voa para fora do Brasil e quando tem é exceção e não a regra. Aqui eles já estão até colocando mais combustível nas aeronaves por segurança, dependendo do aeroporto e do horário.

Como um País que quer sediar uma copa, olimpíada não consegue enxergar que estamos no limite e sair da falação para a ação? Estamos há 4 anos da Copa de 2014 e até a FIFA já reclamou que o Brasil está atrasado nas obras dos estádios. Nosso país é o que chamo de uma urgência anunciada. Vai dar besteira, ou no mínimo, vai custar muitas vezes mais caro.

Estamos deixando tudo para a última hora como sempre, já faz parte da nossa cultura não é verdade? Mas não pode ser assim! Não podemos fazer feio frente a tantas oportunidades que estamos para colher. É uma oportunidade de crescimento única em nosso País e precisamos mostrar para o mundo que não somos apenas o País do Carnaval, do oba-oba e das belas mulheres. Precisamos comprovar que somos um País de gente competente, gente honesta (a maioria), gente empreendedora que faz e nunca desiste.

Precisamos começar a colocar a cultura da importância em nossa população, de antecipar e não de viver na última hora. Eu admiro Países como EUA, Alemanha, Inglaterra, etc pela sua capacidade de planejamento e execução. Coisa que aqui tá difícil..

O que dá raiva no Brasil chama-se Brasília, com boa parte (há raras exceções) deobrasilchora políticos e burocratas cretinos, que só sabem se aproveitar da pressa para ganhar dinheiro e fazer conchavos. Agora com eleição a vista, estamos largados as traças, as obras de infra-estrutura e do PAC vão se arrastar e ninguém vai fazer nada. Revoltante. Eu tenho falado sobre isso com as algumas esferas do governo que tenho acesso, da necessidade de gerenciar o tempo e reduzir o urgente, de reduzir o individual e favorecer a colaboração.

Bando de canalhas covardes, na hora de pedir voto vocês sabem, mas na hora de ajudar o Brasil vocês se escondem? Votam secretamente? Defendem-se com nossa burrocracia?

De hoje em diante tudo que sair sobre infra-estrutura para esses eventos, planejamento, atrasos e etc. vou colocar aqui e nas redes sociais que freqüento. Sei que diversos deputados e senadores lêem meu blog, agradeço os e-mails que recebo, mas agora está na hora de vocês ajudarem o nosso País a não ser mais o Brasil da última hora, mas o Brasil que dá resultado no tempo certo!

E se alguém quiser fazer um manifesto online, baixo assinado ou qualquer coisa, estou dentro.