Redes sociais podem custar US$ 10 mil/funcionário?

Na linha da última pesquisa que publicamos sobre a perda de tempo do Brasileiro, uma pesquisa do instituto uSamp com 500 trabalhadores  nos Estados Unidos, e divulgada pela empresa harmon.ie, mostra que na grande maioria dos casos, redes sociais representam uma cara perda de foco no trabalho (ou seja, dinheiro).

A pesquisa afirma que 60% das interrupções no trabalho envolvem o uso das ferramentas sociais (Facebook, Twitter, e-mail, Messenger…). Por conta disso, 45% dos empregados não conseguem trabalhar nem 15 minutos sem serem interrompidos. E 53% perdem pelo menos uma hora por dia com esse tipo de distração.

Pela pesquisa, essa perda de produtividade significa cerca de 10 mil dólares por trabalhador em um ano. Para empresas com mil funcionários, essa interrupção chega a 10 milhões de dólares por ano.

O e-mail continua na frente entre as maiores distrações, com 23%. Redes sociais, como o Facebook aparecem com 9% e mensagens instantâneas ficam com 6%.

Claro que ninguém é robo e trabalha 8 horas por dia sem interrupções, mas eu não sou contra as redes sociais não.. eu só acho que tem de ter limite, senão o pessoal se perde, mesmo sem querer.. entre proibir e liberar, eu acho que o caminho do meio pode ser uma solução: libere nos horários antes e pós expediente e na hora do almoço… claro que tudo devidamente logado!

O problema desse tipo de interrupção é que você entra em estado de multi-tarefa e isso sim mata toda sua produtividade!

matéria original: IDGNOW

3 Respostas

  1. Ola!
    Primeira vez aqui no Blog.
    Acho que é importante pontuar as áreas envolvidas.
    Atualmente 40% de soluções de demandas resolvo pelas redes sociais. Antes de começar qualquer planejamento, faço um “pré-aquecimento” de idéias, dando uma passeada por algumas listas do twitter e por alguns blogs voltados para comunicação.
    Quem trabalha com humanas não pode se dar o luxo de ficar desconectado. Essa pensamento é windows, e não MAC… É explorer e Não Google… e veja quem está à frente na inovação, pioneirismo e destaque.

    #ficadica

  2. Bom dia. Concordo em número, gênero e grau. Os colaboradores, quando tem as regalias, pensam que a empresa não está nem aí. Depois querem reclamar condições melhores se não fazem por merecer. Não precisa de e-mail particular, liberação total de todos os recursos da WAN. Geralmente as empresa têm o e-mail corporativo. As outras atividades que não dizem respeito ao trabalho, podem sim serem feitas fora de horário de expediente. Urgência é uma coisa, negligência é outra.

  3. Concordo em parte, pois acredito que as empresas (principalmente as grandes) seguem modelos de trabalho da era industrial, pois os funcionários devem trabalhar de 9h às 18h confinados em um local único de trabalho.
    Com as facilidades da comunicação, o trabalho deveria ser focado em resultados e não em tempo de trabalho.
    O funcionário que não tem comprometimento com a empresa sempre achará um jeito de se distrair, se não for redes sociais, ele vai tomar café umas 6 vezes por dia, fumar ou simplemente navegar em outros sites.
    Acredito que o tema é bom, mas temos que ir além da solução pelo simples controle de acesso às redes sociais.
    Além disso, as redes sociais estão se tornando canais importantes de relacionamento com cliente e os funcionários da empresa podem ser influenciadores de como a marca da empresa é vista pelos consumidores.

Responder

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s