Como anda a paixão sobre o seu trabalho?

Ontem estava voltando de um evento e conversando com uma funcionária da Bayer, falamos sobre o assunto de carreira. Ela fez veterinária e hoje trabalha com pesquisa clínica dentro da Indústria, o marido também é veterinário e se especializou em odontologia para cavalos.

A emoção que ela falava sobre a carreira dela era impressionante, algo de paixão mesmo, de gostar e ter prazer naquilo que faz. Óbvio que tinha probleminhas e coisas que ela não gosta no dia-a-dia, mas nada tirava o tesão de como ela falava do seu trabalho, o ruim se tornou supérfluo. Ouso dizer que ela é daquelas poucas pessoas que encontraram seu propósito, acharam o lugar certo e conseguem viver aquilo que amam no dia-a-dia.

I-love-my-job-583x388

Meu cunhando é outro exemplo disso. Ele é um conhecido jornalista esportivo, trabalha no principal veículo no segmento no País. Ele sempre amou futebol e hoje vive disso. No momento recebeu um convite do governo Francês para uma semana em Paris, cidade que ele ama, para escrever sobre esporte. Uma convergência da fome com a vontade de comer. Diria que ele vive o auge da realização, talvez não o auge da carreira, mas ele tá feliz e isso que vale.

Infelizmente, vivemos um momento onde muita gente abdicou do “sonho” para viver “o que deu”. Com certeza você também conhece muitas pessoas que estão frustradas com seu trabalho, com suas aspirações, com o caminho que sua carreira tomou e assim por diante. E não estou falando de ganhos financeiros aqui, é algo maior que isso.

Como ser feliz de verdade, se a maior parte do seu tempo útil é aplicado em algo que você não gosta ou perdeu o tesão? Muitos vão lotar o dia de coisas circunstanciais, vai faltar tempo pra tudo. Outros serão excelentes profissionais, mas com a sensação de que falta algo.

E isso pode acontecer a qualquer momento, pelos simples fato de que a vida é tão dinâmica e estamos sempre abertos a descobrir novos rumos. O ponto é se temos a coragem de viver por eles.

A vida é curta demais para gastarmos tempo com as coisas que não estão de acordo com nossos propósitos. Semana passada, depois que voltei do Vale, fiz uma reunião com toda a equipe do Neotriad, apresentei nosso plano 2013 com base nos insights. No final da reunião, inspirado na Zappos, ofereci um bom bônus em dinheiro, para quem quisesse sair da empresa. Falei que se alguém não estivesse de acordo com os valores apresentados, quem não estivesse afim pelo simples fato de ter perdido o tesão pela nossa missão, que não teria problema nenhum em nos deixar. Se estamos aqui para ajudar pessoas a viverem seu tempo com sabedoria, precisamos dar o exemplo e isso poderia significar sair do time. Ninguém nos deixou, muito pelo contrário, sinto que o nível de comprometimento triplicou.

Fica aqui a reflexão da semana: será que você não precisa dar um bônus para viver o seu propósito? Dinheiro sem dúvida é importante, ajuda muito, pode até comprar bons momentos de felicidade, mas não compra sua verdadeira realização. Talvez menos faça mais, entende?

Será que não está na hora de entrar no time das pessoas que estão realizadas e usando seu tempo com mais sabedoria? Viver pelo propósito?

A vida é curta demais para fazer dela um rascunho, por isso ela permite que o original tenha diversos erros e acertos, mas só você que pode fazer isso.

7 Respostas

  1. […] Paixão pelo trabalho […]

  2. Olá Christian, tenho 20 e poucos anos, estudo Análise de Sistemas em uma faculdade pública de São Paulo, prefiro me manter anonimo. De 2011 para cá venho lendo alguns dos seus livros e também do Gustavo Cerbasi. Motivado por querer resolver algumas questões que não encontrava uma forma simples e prática para solucioná-las.

    Acabei encontrando uma nova perspectiva a respeito de carreira e dinheiro. E essa nova visão está sendo fantástica para o rumo que estou dando a minha carreira e principalmente a minha vida.

    Além de buscar uma nova posição dentro da minha área de atuação (sou desenvolvedor e quero atuar mais para o lado dos negócios, fazendo análise e etc.). Tomei uma atitude talvez arriscada, mas um risco calculado de pedir demissão do meu antigo emprego. Nos primeiros meses foram a dissolução de um modelo mental fracassado. Depois ajustei as arestas, recalculei a rota e cá estou de vento em popa.

    Minha estratégia está sendo, fazer uns freelancers para levantar caixa, tenho grana para ficar algum tempo sem trabalho (pensando no pior cenário) estudando as matérias relacionadas da área que quero atuar, além das matérias da faculdade. Com a experiência que tenho como Desenvolvedor, acredito que uma vai agregar a outra.

    Fui na contramão do que recomendam especialistas da área de RH, deveria ter buscado a posição que eu queria, estando empregado (infeliz e me arrastando para produzir, atrapalhando meus colegas). Prefiro me manter anônimo, mas assim que atingir essa meta, voltarei aqui para relatar como foi a jornada e qual foi o resultado. Acredito que assim seja possível guiar outras pessoas que passam por situações semelhantes.

    Acredito que um funcionário contente com o seu trabalho, produz mais, com mais qualidade. É necessário buscar o que se gosta, ou pelo menos fazê-lo na maior parte do tempo (burocracias e tarefas chatas sempre vão existir. E isso reflete até na receita. Não raro, os profissionais de construção civil (pedreiros, pintores…) cobram além da tabela normal e quem contrata paga para ter um serviço de qualidade.

    P.S. Estou seguindo a metodologia Tríade. Comecei este ano, no meio do ano te reporto o quanto evoluí em minhas metas.

    • P.S. 2. Se não quiser publicar por ter ficado muito grande, não tem problema. (risos)…

    • Caro Anonimo. Trabalho há 33 anos em TI, comecei como programador estagiário e por ter extrema dedicação e amar este trabalho, em cerca de 5 anos(“morando” dentro da empresa, se ganhar hora-extra) já estava como Analista Sistemas Senior de uma das maiores empresas de TI do Brasil. Não é só o exemplo da dedicção e do trabalho, nesta empresa trabalhei por 17 anos e nos últimos 2 anos, comecei a montar minha empresa e trabalhar em paralelo(12 na que eu era empregado, e 5 na minha de seg a sex, e na minha fins de semana). Minha empresa de pequeno porte existe há 16 anos e vai bem. Só quero dar 1 opção de rumo…tente trabalhar em sua área como funcionário, e em paralelo monte seu negócio, e quando ver que é a hora dedique-se somente a seu negócio…mas desconsidere tudo que escrevi, caso já esteja bem encaminhado no formato profissional/empreendedor que escolheu. Sucesso!

  3. Reblogged this on ARQUITETO DA FELICIDADEe comentado:
    Um texto de carreiras que fala sobre a felicidade na carreira. Será que não é hora de mudar para ser mais feliz?

  4. Eu sou arquiteto e blogueiro do blog Arquiteto da Felicidade. Como eu abordo a felicidade e as dimensões que afetam o tipo de vida que as pessoas valorizam, sou bastante interessado no tema do desenvolvimento pessoal e de carreira, por isso rebloguei seu artigo.

    Eu escrevi um artigo sobre esse assunto no Portal ClickCarreira, e lá eu defendo que a busca de uma carreira de sucesso não é garantia de felicidade, uma vez que a felicidade é composta por outras dimensões do bem estar e da qualidade de vida, como saúde, educação, dinheiro, amigos, cultura e lazer, sociedade e meio ambiente.

    E para dar essa virada na vida que você propõe na sua reflexão, é necessária ter a noção do que realmente importa nessa busca de uma vida mais feliz e desenvolvida.

    Aproveito para fazer o convite para visitar meu blog e textos sobre carreira em http://www.arquitetodafelicidade.com.br, no menu Guia Fácil.

    Parabéns pelo texto. Felicidades!

  5. O maior problema CONTIDO neste fato, É acreditar!”

Responder

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s