Anúncios

3 passos para começar a mudar seu nível de estresse

Em uma pesquisa recente (fev/2015) que comento aqui nesse vídeo, 47% das mulheres falaram que ter tempo livre é um luxo, 42% priorizam a vida profissional em detrimento a vida pessoal, fora todas as outras questões que não afetam apenas as mulheres, mas os homens também. Confere aqui no vídeo.

stress-relax

Eu ainda não tenho um dado oficial sobre isso que irei comentar, mas em tempos de vacas magras, crises econômicas e riscos de demissão o volume de trabalho, estresse e a falta de tempo sempre aumentam. É como se fosse uma defesa natural da nossa mente, que trabalhando mais, estamos mais seguros e imunes a demissão. Em algumas empresas isso pode ser realmente verdade, mas não podemos generalizar.

Tanto homens como mulheres acabam sentido a pressão em tempos difíceis. Se você está sentido o estresse aumentar, já passou do momento de você começar algo para melhorar seu nível de equilíbrio. Claro que esse assunto é profundo e exige muito conteúdo, mas se eu pudesse dar 3 dicas para alguém começar a pensar sobre isso, elas seriam essas:

1 – Limite sua agenda – Por mais simples que possa parecer, se você não colocar um limite do tempo que fica no escritório, vai rapidamente perder o controle e quando se der conta vai estar trabalhando mais do que deveria. Nunca esqueça que não é trabalhando mais que faz você mais produtivo.

2 – Ache e exercite seus hobbies – Eu insisto nesse pequeno detalhe, pois quando estamos estressados e improdutivos, o que ajuda a mudar esse quadro são esses pequenos momentos que temos com nós mesmos. Pode ser qualquer coisa. Eu jogo tênis, assisto séries e faço massagem. É a minha Tríade do equilíbrio, crie uma para você também e abuse dela durante a semana.

3 – Faça antes de virar urgente – A urgência e a correria são os vícios do mundo. Quando você começa a administrar melhor seu tempo você não deixa a coisa importante entrar na esfera do urgente. Antecipar é a chave, simples assim.

Não deixe ficar com alto nível de estresse para começar a pensar em qualidade de vida.

Segue o link do vídeo da pesquisa com as dicas: https://www.youtube.com/watch?v=V9yQjmoMhxs

Até o próximo!

Anúncios

10 dicas para evitar o estresse nas suas viagens de férias

Eu vou sair de férias nessa quinta-feira, depois de um ano cansativo em termos de viagem e desenvolvimento de produtos. É merecido um tempo com as pessoas mais importantes da minha vida.

Muitas pessoas vão fazer a mesma coisa, várias empresas entram em férias coletivas, muita gente vai viajar e outras vão aproveitar para fazer os preparativos de festas de ano novo.

home-travel-garden-stress-travel-anxiety

Infelizmente nesse momento a correria, falta de planejamento e a última hora são fatores constantes de estresse. Para não fazer as férias começarem com o pé esquerdo, veja se alguma dessas dicas pode te ajudar:

1 – Faça um checklist da viagem – Reserve uma hora do seu tempo para pensar em tudo que precisa preparar ou levar para a viagem. Faça uma lista, imprima e vá “ticando” os itens conforme concluir a atividade. Deixe uma cópia em cima da mala e a outra na carteira, pois assim você aproveita qualquer momento para acrescentar ou executar itens.

2 – Separe os documentos – Canso de ver gente em aeroporto com documentos vencidos, passaportes que ficaram em casa, etc. Verifique validade, procurações, carteira de motorista, cartões de crédito, etc. Em viagens internacionais a atenção deve ser redobrada. Selecione todos os documentos, coloque em um saco plástico com fecho para evitar perdas.

3 – Deixe as contas em dia – Não adianta ir viajar e lembrar que tinha que pagar a luz e esqueceu o boleto em casa. Vai pagar multa e ouvir um monte. Por isso se possível deixe as contas em débito automático, ou tire uma xerox e leve o boleto com você para pagar via Internet. Deixe o original com algum parente ou amigo que em caso de emergência, quebra o galho de pagar para você.

luggage14 – Pense nas malas – Eu sou viciado em malas, sempre que viajo pra fora compro uma mala. Tenho mais mala que espaço. Eu sempre acabo sendo econômico no que vai e me ferro com o que volta. Por isso, dessa vez eu vou levar malas adicionais e caso precise não vou comprar mais um jogo. Revise se tem os cadeados adequados e se o zíper e o tecido estão em bom estado. Nada pior que uma mala arrebentada e suas cuecas na esteira do aeroporto, já pensou você catando cueca suja na esteira que ridículo?

5 – Pense no clima – Não custa nada antes de viajar revisar o clima do local. Tem lugares como o Nordeste do Brasil que não tem erro, vai ser calor. Agora a Disney nesse mesmo período pode ser calor ou frio, por isso revisar a temperatura não te coloca nem em frias nem em saunas, e ajuda a fazer uma mala mais consciente.

AirportSecurityCheckInLine6 – Pense nas desgraças – E se perder o cartão de crédito? E se perder o passaporte? E se o hotel não tiver a reserva? E se a casa alugada for golpe? E se alguém ficar doente? Pensar no “E SE” ajuda você a precaver alguns problemas. Eu coloco no Neotriad o telefone do consulado, da operadora de cartão de crédito, meu cartão de seguro, hospital melhor e mais próximo do Hotel que vou ficar, etc. Problemas podem acontecer, sofrer com eles na pressa é opcional.

7 – Passeio com tempo é melhor – Chegar no lugar e sair procurando algo para fazer pode ser legal por um lado e um tormento por outro. Em muitos lugares a última hora é cara e muitas vezes não tem disponibilidade. Por que não procurar na Internet passeios, reserva de carros, restaurantes, tickets para shows, etc.? Deixar para a última hora corre o risco de ficar sem, pagar mais caro ou não desfrutar do melhor.

8 – Deixe o trabalho em dia – Antes de sair de férias, deixe o trabalho em dia para evitar ser interrompido no seu descanso. Mande um e-mail com alguns dias de antecedência para seus pares, chefes ou subordinados com o que está pendente, com o que deve ser feito, ou documente suas funções e treine quem ficará no seu lugar.

9 – Pense na comunicação – Se a viagem é para fora do País, pense em como irá se comunicar com os familiares. As empresas de celular têm planos internacionais (que custam os olhos da cara), mas precisam ser habilitados. Se você tiver tempo vale pesquisar a operadora do local que você vai, pois muitas delas têm planos específicos para curtos períodos e vale mais a pena que aquele celular “mequetrefe” que você compra no aeroporto com cartão que custa o triplo.

10 – Passatempo para as crianças – Se você tem filhos como os meus, eles não curtem muito Baggio-420x0dormir na viagem e gostam mesmo é de se provocar o tempo todo. Mente vazia é besteira na certa. Que tal comprar um gibi, um livro, carregar o PS2, etc.? Se a paz não reinar na viagem, lembre-se que a culpa não é das crianças que estão fazendo o papel delas, é seu que não preparou o território.

 

Gostou das dicas? Então não deixe pra depois, compartilha com a família, imprime esse post, e vai “ticando” conforme for realizando. Assim você não intelectualiza as ideias, mas realiza de fato!

Boa viagem!

Ps.: como estarei de férias, vou deixar o blog e o Facebook sem atualizações por um tempinho!

Você está sobrecarregado?

too-busy-to-matter

Sua vida está no limite? Cheio de tarefas para fazer e pouco tempo? Nada de esporte, tempo para você, tempo para os amigos? Anda sempre cansado e não tem disposição para fazer nada de útil?

Se você está assim você não é o único, muita gente está vivendo sem equilíbrio. É mais comum do que você imagina. Muita gente vive ocupada, nunca tem tempo para nada, mas essa não é a questão. O que temos que nos perguntar é se estamos ocupados com as coisas que realmente deveríamos estar.

Já parou para pensar que na maior parte dos casos estamos sobrecarregados porque simplesmente aceitamos essa situação em algum momento? Muita gente gosta de estar assim, dá status, dá poder, dá automotivação. A questão é até quando.

A verdade é que não é “chique” viver sem agenda pra nada, sair do escritório todos os dias muito tarde, não ter final de semana, não fazer esporte, não se divertir. Na verdade é bem triste o que você pode estar fazendo da sua vida.

too-busy-to-exercise

Acorda! Se você enfartar hoje de estresse por causa da sua rotina, todo mundo vai chorar e a vida vai continuar. Ninguém é insubstituível. Ou você pega leva com você ou a vida vai pegar pesado por você!

Estamos quase no meio do ano, eu costumo recomendar uma pausa estratégica nesse período para “revisar os objetivos anuais, o equilíbrio, os resultados obtidos”. Analise como foram seus meses até aqui e veja se quer repetir esse padrão.

Sempre é possível dizer um não, limitar seus horários, delegar mais, aprender técnicas modernas de gestão do tempo, usar melhor seu e-mail, permitir ao time tomar decisões, mudar de emprego, começar um esporte, etc. Você que manda na sua vida, não é?

As pessoas não fazem o que deveriam fazer e por isso perdem seu equilíbrio, que por consequência leva a perda do seu resultado mais cedo ou mais tarde!

Para pensar!

Ps.: Meu novo livro que fala sobre isso está na pré-venda na Saraiva, reserve o seu aqui.

Como manter sua produtividade nas viagens?

Algumas pessoas tem como parte de seu trabalho, a realização de viagens constantes. Muita gente acha isso o máximo: não ter rotina, cada dia estar em um lugar, aprender culturas diferentes, ganhar um monte de milhas, etc. O problema é que esse “glamour executivo” passa rápida para quem o vive constantemente.

O Felipe Pinto, é uma das pessoas que passa por isso, ele mandou essa pergunta para o blog: “estou realizando viagens frequentes e gostaria de saber como você se planeja para continuar produzindo bem mesmo com essas significativas quebras de rotina. Pois, minhas viagens acabam tendo horários previstos de saída/chegada bem diferentes do planejado inicialmente e acabo tendo dificuldades de aproveitar os intervalos de tempo livre durante a viagem.”

Durante viagem, a produtividade tem a tendência a cair, é natural, com nossa infra estrutura aérea pior ainda, mas veja algumas dicas que podem ajudar você a manter a sua performance:

Tenha tempo – Chegar com antecedência no aeroporto é importante, dá tranquilidade. Se você chega no último minuto, precisa correr para embarcar e tudo se transforma em estresse: o check in pode ter fila, você pode ser obrigado a enfrentar filas no raio X, quando chega na aeronave não tem mais espaço para suas malas e por ai vai. Isso só aumenta sua irritação, sua pressão e seu estresse, ai tudo fica um porre e a sensação da viagem só piora.

Utilize as salas VIP – A maioria dos aeroportos tem salas VIP, de cartões de crédito ou das cia. de viagem. O simples fato de ter onde sentar, ligar o micro ou ver TV, tomar um bom café e comer alguma coisa ajuda a relaxar. Vale a pena o investimento em trocar seu cartão de crédito ou ter fidelidade de alguma cia. Aérea para aproveitar esse benefício.

Relaxe durante o voo – Voar por si só é cansativo, suga sua energia. Tudo que você puder fazer para tornar o voo mais relaxado, melhor. Se você gosta de ler, leve seu livro, se gosta de ver filmes, baixe no seu computador ou tablet. Se gosta de dormir, durma. Só evite bebidas alcóolicas e refrigerantes que podem prejudicar o voo. Eu não dispenso meu tablet com meu Kindle para ler livros ou ver meus filmes. Porém quando eu estou cansado eu durmo mesmo.

Alimente-se corretamente – Uma das coisas que mais aprendi, principalmente nos voos de longa duração ou com fuso horário diferente é a importância de uma correta alimentação. Eu evito ao máximo horários de voo que vou perder meu almoço, pois isso simplesmente desregula toda minha produtividade. É vital antes de voar, tomar café, almoçar ou tomar um lanche. Durante o voo, a cada 3 horas vale o consumo de uma barrinha, de um amendoim, etc.

Planejamento prévio – Um dos maiores fatores de procrastinação de tarefas é justamente quando a pessoa tem viagens ou deslocamento para reuniões. Nesses dias o melhor é fazer uma agenda “light”, ou seja, planejar o mínimo de atividades possível. Eu uso dias de viagem apenas para checar e-mails e fazer “follow up” rápidos. Se eu coloco algo mais complicado pra fazer, simplesmente a energia não aparece. No caso de viagens internacionais, eu nunca agendo nada no próprio dia, tenho pelo menos 1 dia livre antes de qualquer coisa importante, pois isso permite adaptações ao fuso ou correção de eventuais problemas que podem acontecer.

Coloque seu hobby – Sempre que vou viajar e tenho um intervalo superior a 3 horas para algum evento ou reunião, eu coloco uma partida de tênis na agenda. Eu já procuro antes quadras próximas ao hotel e checo a logística. Isso me ajuda a relaxar, liberar endorfina e ter disposição para o que vier. Sempre que possível coloque seu hobby na viagem, seja ela qual for, vai ajudar a manter sua performance.

Trabalhar na viagem – Eu parei de trabalhar nos aeroportos, só faço isso em caso de emergência. Não digo que você tenha de fazer isso, mas para mim o cansaço mental não compensava o resultado. Prefiro trabalhar em um momento com maior disposição, pois o trabalho vai render mais. Prefiro chegar no hotel, jantar, ver minha novela e ai tocar o que precisar, afinal estarei sozinho mesmo então não tem problema trabalhar nesses horários!

Se tiver alguma dica adicional, fique a vontade de compartilhar nos comentários, no post 10 coisas para tornar suas viagens de trabalho mais rápidas e agradáveis, tem algumas dicas adicionais!

Os Países Mais Estressados do Mundo

 

Quando a economia vai bem, as pessoas ficam estressadas porque trabalham demais e tentam aproveitar todas as oportunidades que o mercado pode oferecer. Quando a economia vai mal, as pessoas também ficam estressadas, pois trabalham com medo de perderem seus empregos e às vezes dobram sua carga de trabalho para fazer um pé de meia para tempos difíceis.

Nas empresas, o urgente virou o padrão. Em muitas organizações, se alguém trabalha por longas horas, vive resolvendo “urgências”, se está sempre correndo de um lado para o outro, essa é uma pessoa “produtiva, eficiente”, que alguns líderes e a equipe valorizam. Agora, se alguém faz tudo certinho, sai no horário e não tem urgências, essa pessoa não fez nada além de sua obrigação. E isso só reforça a cultura do estresse em todos os lugares.image

Líderes urgentes desenvolvem equipes urgentes. Equipes urgentes criam pais e mães urgentes, que levam isso para casa e passam o estresse para toda a família. Não é incomum ver crianças afetadas pelo estresse.

Infelizmente, o estresse se tornou um padrão em nosso mundo. Em alguns casos, o estresse extremo se transforma na chamada Síndrome de Burnout. Nesse “último nível de estresse” os sintomas são mais intensos: dores de cabeça, distúrbios no sono, distúrbios de apetite, dores musculares, mudanças na libido, pressão arterial elevada e por aí vai.

Em uma pesquisa realizada pela International Stress Management Asssociation, sobre os países mais estressados, o Japão é o líder absoluto, com 70% da população economicamente ativa sofrendo de burnou. Em segundo lugar, o Brasil, com 30%, seguido pela China com 24%, EUA com 20% e Alemanhã com 17%.

O Brasil está estressado, está viciado na urgência. Atendemos as maiores empresas do País e, sem exceção, há sempre focos de estresse e urgências entre as pessoas. Estamos vivenciando um momento de emprego pleno, nosso nível de desemprego nunca esteve tão baixo e isso também estressa. As empresas estão tendo muitas dificuldades em achar pessoas qualificadas, e sem gente, a equipe existente acaba trabalhando demais.

Outro fator é o rápido crescimento das empresas. Em todo lugar que atuamos houve crescimento, e em muitos casos, um crescimento desordenado para atender a demanda. Sendo assim, trabalham demais, por não trabalharem de forma inteligente e isso afeta toda a cadeia produtiva.

Além de a economia estar indo bem, muitas oportunidades estão sendo abertas no Brasil com Copa, Olimpíadas e diversos setores da economia crescendo demais. Fazer negócios no Brasil, hoje em dia é se preparar para lidar com executivos estressados, com pressa de fazer acontecer e uma ambição positiva, que está roubando o tempo do que é realmente importante.

A pergunta que fica é: será que esse estresse todo vale a pena para a pessoa? Porque para as empresas tá dando certo…

7 coisas que você precisa ler sobre estresse

imageHoje eu quero chamar sua atenção para uma coisa extremamente importante que é a sua saúde física, mental e emocional! Recentemente, uma pessoa bem próxima, teve um problema de saúde devido ao estresse. Por mais que eu visse o quadro, comentasse constantemente sobre o problema e recomendasse algumas alternativas, foi preciso a pessoa dar “bug” para dar conta que ninguém é de ferro. A coisa mais difícil do mundo é as pessoas enxergarem o óbvio, não é verdade? A gente consegue ver o complexo, mas o óbvio é tão complicado!

Cada vez mais pessoas estão sendo afetadas pelo estresse no dia-a-dia, em uma recente pesquisa da ISMA Brasil foi mapeado que 70% da população economicamente ativa está estressada. O caso de pessoas que receberam auxílio-doença devido ao estresse nos primeiros seis meses de 2011 teve um aumento de 30% comparado com o mesmo período de 2010.

Eu sei bem o que o estresse pode fazer com a sua vida e com a sua saúde. Foi preciso eu também dar “bugs” para me tocar que estava entrando em um caminho sem volta e era necessário rever minha vida.

Se você está lendo esse texto, espero que isso sirva de alerta e mudança para você. Hoje pode ser apenas um “estressinho” mas isso acumulado e sem intervenção pode minar sua saúde. É uma preocupação aqui, outra ali, problemas com a carreira, problemas financeiros, problemas de relacionamentos e ai a coisa começa.

Seguem algumas dicas que você pode fazer (ou necessita) para começar a rever o quadro de estresse na sua vida:

1 – ACEITE O PROBLEMA

Ter estresse não é o fim do mundo, você não é super homem, todo mundo está sujeito a momentos de estresse na vida. Por isso é fundamental que você aceite e previna-se para isso. Se você não aceitar ou acreditar nessa possibilidade, quando estiver “bugado” pode ser tarde demais.

image

2 – AGENDE CHECK-UPs

Você deveria pelo menos uma vez por ano fazer um check-up geral, isso significa ir no cardiologista, clínico geral, urologista, ginecologista, dentista, oftalmologista, etc. É impressionante a quantidade de executivos(as) que passam anos sem ir ao médico, só vão quando dói alguma coisa. Se esse for seu caso, põe nas tarefas ligar para o médico!

3 – GERENCIE SEU TEMPO

Quem tem mais tempo para aquilo que realmente gostaria de fazer, menor é sua quantidade de estresse. Com mais tempo, você começa a ir no médico, no esporte, tem tempo para os amigos, para a família, para seus sonhos e para você. É outra vida, a vida com mais tempo! Leia um livro (recomendo o Tríade do Tempo para começar), faça um curso, procure ajuda!

4 – FAÇA ESPORTE

Estou lendo diversas coisas para meu livro novo, mas quanto mais eu pesquiso, mais eu vejo que sem esporte não há vida produtiva. Nosso corpo não foi feito pra ficar parado, precisamos de movimento. Escolha um esporte que te motive a ir, talvez seja necessário experimentar diversos, mas uma hora você irá encontrar um que vai se apaixonar.

5 – FAÇA DIFERENTE

De nada adianta saber que está estressado e continuar fazendo o que está fazendo. É preciso mudar alguma coisa, talvez na sua alimentação, no seu estilo de vida, no seu trabalho, etc. A regra é óbvia, se você fizer as coisas do mesmo jeito, seu estresse estará do mesmo jeito. Defina áreas de mudança e comece algo novo.

6 – PROCURE AJUDA

Não tente vencer o problema do estresse sozinho, com pessoas que gostam de você fica mais fácil resolver o problema. Converse com seu chefe, converse com seus familiares, com seus amigos. Peça ajuda para marcar médicos, para te levar nos exames, para fazer algo diferente, para ir com você no esporte, para aproveitar mais sua vida!

7 – COM VOCÊ OU SEM VOCÊ A VIDA CONTINUA (duro mas verdadeiro)

Se você “bugar” de vez e for para a “matrix” dos sistemas deletados, a sua falta será sentida, pessoas ficarão tristes, mas a vida vai continuar, as coisas vão se ajustar é apenas questão de tempo. Na sua empresa vão contratar alguém para fazer o que você faz, o seu filho vai achar um amigo para conversar ou jogar bola, a sua esposa ou seu marido, vai dividir seu apartamento com a nova pessoa (ai que coisa péssima, né? rsrssr). Lembranças, valores e histórias ficarão para sempre, mas não pessoas. Um dia a coisa vai acabar para todos nós. Cabe a você prolongar isso ou acabar rapidinho, a escolha é sua. Pressa na vida é pressa para morrer. Por isso não deixe o estresse escolher isso por você, lute, mude, faça acontecer.

E você? Qual sua história com o estresse? O que faz para reverter o quadro?

Você quer mais tempo ou mais dinheiro?

Quando faço essa pergunta as pessoas falam de cara: “mais dinheiro!!!, mas pensando bem, os dois.”. Talvez essa seja sua reposta para a pergunta.

Convite Mais tempo mais dinheiro_eletrônico.inddCom o sucesso do Livro Mais Tempo Mais Dinheiro  (que aliás alcançou a 3a posição – tríade – dos mais vendidos da Revista Veja e o O Globo – e com isso alcancei mais uma meta pessoal!!!), tenho feito diversas palestras em parceria com o Gustavo Cerbasi.

Em algumas, no final da palestra, abrimos para perguntas sobre os temas. Em geral 60% das perguntas são o que fazer com o meu dinheiro e 40% o que fazer com meu tempo.

Isso é muito normal de acontecer. As pessoas sentem mais aquilo que “conseguem ver que perderam”. Uma conta negativa, o pagamento de juros, a queda na bolsa, etc. Tudo isso faz a pessoa se preocupar com o dinheiro que foi embora. É visível, gera preocupação e tira alguns prazeres do dia-a-dia (se tiver de economizar).

Agora com o tempo é diferente. Poucas pessoas sentem de fato que perderam tempo. O velho ditado diz que as pessoas só sentem quando “arde no bolso”. E tempo não arde no bolso (mas pode arder no estômago).

Se hoje você ficar até as 22hs no escritório, o que você perde? Talvez nada imediatamente. Talvez já esteja acostumado. Se esquecer de cumprir uma atividade e ela virar urgência amanhã, vai pagar juros? Não!

timeismoney2A verdade é que tempo, não é mais importante que dinheiro. É tão importante quanto dinheiro. Tudo na vida pode voltar: saúde, amigos, dinheiro, filhos, empregos, até sogra volta. Agora o tempo que foi perdido, aquela festa do filho que você não conseguiu ir, aquele pedido que não foi feito, o jantar que você não chegou, isso nunca mais volta. Tempo é a única coisa da vida que não volta.

O problema é que as pessoas só percebem isso quando é tarde demais. Quando a saúde foi embora, quando os amigos não existem mais, quando o casamento se quebra e por ai vai. Eu fui assim, só dei valor ao tempo quando tive um problema gravíssimo de estômago devido ao estresse (e como ardia!).

Hoje eu defendo que não precisa ser assim. Minha missão é divulgar a mensagem de que você precisa mudar antes de ser necessário mudar. Da mesma forma que você se preocupa quando fica com a conta negativa, se preocupe se seu tempo não está sendo bem utilizado.

Tempo e planejamento não entram na lista dos mais vendidos (aqui no Brasil). Gestão financeira está sempre entre os top 20. O livro Mais Tempo Mais Dinheiro está ai para quebrar esse paradigma.

Divulgue essa mensagem, perguntando as pessoas: o que você prefere, mais tempo ou mais dinheiro? Tente convencer a todos, que a resposta certa é: um deve sempre vir junto com o outro!

Boa Semana, com mais tempo & mais dinheiro!