Você está sobrecarregado?

too-busy-to-matter

Sua vida está no limite? Cheio de tarefas para fazer e pouco tempo? Nada de esporte, tempo para você, tempo para os amigos? Anda sempre cansado e não tem disposição para fazer nada de útil?

Se você está assim você não é o único, muita gente está vivendo sem equilíbrio. É mais comum do que você imagina. Muita gente vive ocupada, nunca tem tempo para nada, mas essa não é a questão. O que temos que nos perguntar é se estamos ocupados com as coisas que realmente deveríamos estar.

Já parou para pensar que na maior parte dos casos estamos sobrecarregados porque simplesmente aceitamos essa situação em algum momento? Muita gente gosta de estar assim, dá status, dá poder, dá automotivação. A questão é até quando.

A verdade é que não é “chique” viver sem agenda pra nada, sair do escritório todos os dias muito tarde, não ter final de semana, não fazer esporte, não se divertir. Na verdade é bem triste o que você pode estar fazendo da sua vida.

too-busy-to-exercise

Acorda! Se você enfartar hoje de estresse por causa da sua rotina, todo mundo vai chorar e a vida vai continuar. Ninguém é insubstituível. Ou você pega leva com você ou a vida vai pegar pesado por você!

Estamos quase no meio do ano, eu costumo recomendar uma pausa estratégica nesse período para “revisar os objetivos anuais, o equilíbrio, os resultados obtidos”. Analise como foram seus meses até aqui e veja se quer repetir esse padrão.

Sempre é possível dizer um não, limitar seus horários, delegar mais, aprender técnicas modernas de gestão do tempo, usar melhor seu e-mail, permitir ao time tomar decisões, mudar de emprego, começar um esporte, etc. Você que manda na sua vida, não é?

As pessoas não fazem o que deveriam fazer e por isso perdem seu equilíbrio, que por consequência leva a perda do seu resultado mais cedo ou mais tarde!

Para pensar!

Ps.: Meu novo livro que fala sobre isso está na pré-venda na Saraiva, reserve o seu aqui.

Você tem colocado sonhos no seu dia-a-dia?

Hoje eu quero filosofar, não quero usar métodos, nem estatísticas, nem software. Quero simplesmente falar sobre a coisa mais básica do ser humano: sonhar.

Estou trabalhando no meu novo livro, recebendo um monte de histórias de pessoas de todo canto, contando seus problemas, suas dificuldades, suas alegrias, suas conquistas.

Se tivesse uma palavra para resumir tudo isso, sem dúvida ela seria: SONHOS. O ser humano precisa ter esse “horizonte”, essa “esperança”, esse “algo a mais” para andar pra frente.

É isso que dá motivação, que inspira, que faz todo o esforço valer à pena, que faz a gente correr riscos. Em minha opinião, viver sem isso é muito sem graça. Não que não seja possível, mas eu acho que fica mecânico, chega uma hora que enjoa.

Somos eternos buscadores do algo a mais, que pode ser algo muito simples como ter mais tempo para aprender outra cultura, ou algo material como um novo carro, um apartamento novo ou algo até espiritual, na busca do seu EU e da conexão com Deus. Não importa.

Eu entrevistei pessoas com muito RESULTADO na vida delas, pessoas que conquistaram grande sucesso na carreira, realizaram muitas coisas, tiveram méritos escolares, consquitaram sua independência financeira, etc. O que fez esses caras saírem do lugar comum e chegar lá? SONHO! Eles sonharam no momento em que a realidade atual deles era algo de filme de Hollywood. Eles estavam incomodados com aquele momento passado e estavam dispostos a correr riscos buscar aquilo que esperavam em seus sonhos.

Eu sonho. Eu sempre vou sonhar. E minha missão é ajudar pessoas a sonharem também. Esse mês eu consegui realizar dois grandes sonhos. Eu nem esperava acontecer. Ambos envolvem risco, oportunidades e muito trabalho. Coisas que amo!

E nunca vamos parar de querer algo mais? Eu falo por mim, eu vou buscar meus sonhos sempre, desde que eles me permitiam ter RESULTADOS com muito EQUILÍBRIO. O dia que eu parar de sonhar é porque fui reencontrar Deus.

 

“Christian, participei de um curso de produtividade com você na  empresa. Em um dos exercícios você mandou que anotássemos quais seriam nossos sonhos de crescimento e desenvolvimento. Gostaria de te infomar  que acabo de cumprir a meta que tracei naquele treinamento: acabo de entregar a monografia da minha Pós Graduação – MBA. A meta que tracei era voltar a estudar, depois de 30 anos formada. Obrigada pelo incentivo e estímulo. Nunca pensei que conseguiria, realmente. Ana”

Sonhe! Mas não fique apenas nas nuvens! Trabalhe um bom plano de ação, tenha foco, saiba correr riscos calculados, arrisque e priorize suas idéias!

É sobre isso que meu novo livro vai falar! Contando histórias de pessoas que chegaram lá, das que não chegaram e das que com certeza irão chegar. O livro deve ser lançado por volta do Natal, coloque tarefa para reservar um pouco de sonhos+execução para você e para os que ama.

Até a próxima!

ps.: a música de fundo desse artigo foi: Mais uma vez do Renato Russo… vale à pena dar uma ouvida..