Anúncios

Reuniões: como economizar R$ 620 mil por ano?

Esse foi um mês de diversos trabalhos com clientes no foco de otimizar as reuniões que são feitas dentro do ambiente de trabalho. Com nossa economia andando devagar quase parando, olhar para custos invisíveis internos que não permitem que a equipe seja produtiva se tornou uma demanda na agenda de diretores e CEOs.

dinheiro-no-ralo

Existem diversos custos invisíveis que a improdutividade pode trazer, mas as reuniões, sem dúvida se tornaram uma constante. Em um cliente semana passada, depois do mapeamento, ainda me choco ao ver que praticamente 75% do tempo dos gestores e diretores de uma carga horário de 10 horas é dentro de salas de reuniões.

Não teria nenhum problema se esse tempo limitasse a jornada de trabalho, o problema é que dentro das intermináveis e na maior parte das vezes improdutivas reuniões, muito trabalho que deveria ser feito acaba ficando atrasado ou pior, consumindo horas extras ou o tempo de vida familiar e de lazer.

Fora o custo. Em números atualizados, com base em clientes TriadPS, a cada 100 funcionários que uma empresa tem, o desperdício fica em torno de R$ 620.000,00 anualmente com reuniões desnecessárias. Que fique bem claro que não sou contra reuniões, muito pelo contrário, sou a favor de uma dieta de reuniões. Nos programas que implementamos com o propósito de reduzir reuniões, focamos numa redução do custo e no número de encontros. Sempre, sem exceção tem muita gordura para ser cortada nesse campo e formas diferentes de tomada de decisões.

Sua empresa também sofre com reuniões? O primeiro passo é envolver a alta direção no processo, sem eles nada vai adiante. O segundo é desenvolver um ambiente que todos possam ter confiança em adotar uma nova postura de reuniões e adquir um novo método para transformar esses encontros em reuniões de resultado efetivo.

Eu gravei um vídeo com algumas dicas para controle de tempo das reuniões, comparo a performance dos brasileiros com americanos e também alguns insights para diminuir a quantidade. Clique aqui para assistir direto no Youtube (aproveite assine o canal para receber em primeira mão os novos vídeos).

Até a próxima!

Anúncios

5 estratégias para tornar sua manhã mais produtiva

manha produtiva

1 – Pense em seus objetivos durante o banho

Ao invés de cantar no chuveiro, visualize como seria se seus objetivos já estivessem realizados, como se fossem parte da sua vida presente, o que as pessoas falariam, o que você faz com as suas conquistas. Reflita nas suas ações como se tudo já tivesse acontecido. Agradeça pela realização. Seja grato a quem lhe ajudou. Pensar nos resultados futuros é um motivador diário e faz com que você conecte-se com as coisas importantes e prioritárias do dia.

 2 – Tome um excelente café da manhã

Esqueça aquele cafezinho com açúcar cheio de pressa que você toma enquanto procura a carteira para ir trabalhar. Reserve 10 minutos para sentar-se à mesa e tomar um café da manhã decente. Com pães, frutas, cereais, etc. Se ao acordar você não tem tempo de preparar a refeição, organize tudo no dia anterior. Se você não consegue 10 minutos para tomar um café de jeito algum, então esquece, você é um caso perdido! Lembra que quem quer faz, quem não quer arruma uma desculpa.

3- Ouça músicas ‘tesão’ no caminho para o trabalho

Seja no celular, no pendrive, no CD ou em qualquer outro meio, você precisa preparar um conjunto de pelo menos 7 músicas que te empolgam. Que te deixam pilhado, com vontade de sair abraçando o mundo. Pode ser no estilo “Simple the Best”, Sertanejo, MPB, ROCK, seja lá o que você gostar. O objetivo aqui é conectar-se com pílulas de empolgação musical.  Não vale rádio. Tem de ser uma playlist pessoal e especial.

4 – Revise as Prioridades

Chegou no trabalho, revise o e-mail (revise, não fique trabalhando nele!), revise as prioridades não cumpridas no dia anterior e ajuste a sua lista de prioridades. Pense nas atividades que precisam ser realmente atingidas no dia e planeje-as para que sejam executadas no melhor momento do seu dia.

5 – Beba água quente com limão

Isso é novo, mas tem muita gente comentado sobre os benefícios de beber água morna com gotas de limão. Além de ter vitamina C, regular o Ph do corpo, proteger o sistema imunológico,a combinação estimula seu raciocínio. O potássio do limão ajuda a nutrir seu cérebro. Eu tenho experimentado em alguns momentos, claro que o efeito não é igual ao espinafre para o Popeye, mas li tantos estudos sobre isso hoje que nem que seja por efeito placebo já dá uma ajuda.

10 Perguntas e Respostas para Empreender de forma produtiva

Recebi uma entrevista por e-mail com 10 perguntas de como um empreendedor pode fazer para ser mais produtiva e a empresa ter mais resultados. Como escrever tudo seria muito tempo, gravei um vídeo com as respostas.

Veja o que acha. Serve para quem já empreende e para quem pensa em empreender.

image

Link direto do youtube:http://goo.gl/Mju8kK

O que uma menina de 13 anos tem a ensinar sobre tempo para Pais e Mães?

Estive na cidade de Dourados-MS este mês para uma palestra e conheci a Vitória, uma menina de 13 anos que é simplesmente uma leitora como poucas pessoas que conheço. Só que em um País como o nosso que conhecimento acaba criando uma “casta”, ela sofreu até bullying por ler tanto.

criancaslendo

Provavelmente ela já leu mais livros em 13 anos que a maioria dos Brasileiros, que infelizmente só leem espontaneamente apenas um livro por ano.

Agora o que faz isso acontecer? Com certeza as razões são diversas e além da minha competência de tentar explicar. Mas uma eu posso falar: o tempo dos pais para os filhos.

Se os pais não estimulam a criança com histórias para dormir, se a criança não vê os pais lendo, se não tem livros em casa, você não cria o modelo mental da leitura. Pais sem tempo de ser pais não tem tempo de criar a leitura na casa.

Quer filhos que leiam e que tomem suas próprias decisões? Comece a arrumar tempo para ler e para despertar em seus filhos a paixão pela leitura. Tempo é a base da leitura.

Eu pedi para a Vitória, me escrever uma redação sobre como ela usou o tempo dela de ler. Abaixo segue o texto na íntegra, sem revisões, corte ou comentários. Esse texto fala por si só. Que tal tirar um tempo para ler?

Como ocupei meu tempo para gostar de ler

Meu nome é Vitória e eu amo ler. Tenho treze anos e comecei a gostar de historias aos dois, quando minha tia Heloisa e meu tio Noé me presentearam com uma coleção de contos clássicos, livrinhos que meus pais e tios liam toda noite para mim. Sem duvidas aquele foi o melhor presente que já ganhei! A partir daí ganhava de presente livros de todos meus familiares. Cada dia (noite, para ser mais exata) me encantava mais com aquele mundo de fadas e bruxas, príncipes e princesas, e todas aquelas fantasias. Então cheguei à idade de ir à escola. Estava mais que ansiosa para aprender a ler sozinha e ter como devorar livros sem ter que ficar incomodando meus pais com "tonta um historinha pra mim?" "tonta mais uma historinha pra mim?" E enfim chegou o dia de começar a juntar as letrinhas. Nessa idade já tinha minha pequena coleção de livrinhos, era ver aquelas coleções que já fazia carinha de cachorro que caiu da mudança para meus pais. Então com sete anos já lia melhor e li minha primeira coleção de verdade, Harry Potter. O menino que sobreviveu me encantou desde o primeiro livro.

Com nove anos veio a mudança de escola, com essa idade eu realmente devorava os livros, já havia terminado a saga do testa rachada lia Percy Jackson e quantos outros ganhasse, onde ia levava um livro. Mas a nova sala não foi receptiva. Por gostar tanto de livros me achavam estranha, e por assistir jornal e estar sempre querendo usar palavras novas, me chamavam de doida. Não tinha amigos. Meus pais me ajudavam, mas prefira não contar muito, pois já tinham problemas demais. Então comecei a me agarrar cada vez mais aos livros. Qualquer momento livre eu lia. Neles ninguém poderia me magoar, eu viajava e me sentia imensamente feliz. Mas não deixei de sofrer com as ofensas. Até que três meninas muito especiais entraram na minha vida. Gabriele, Vitoria e Maria Eduarda se tornaram minhas amigas. As melhores que poderia pedir. Continuei louca por livros. E enquanto mais lia mais aprendia, eles me ajudaram a parar de me entristecer pelos comentários, que passei a ignorar. Já no sétimo ano não me via mais estudando naquela sala. Lembrei-me de uma lição aprendida em minhas historias preferidas, para mudar o mundo mude você mesmo.

Então mudei, mudei de turma, de postura, de rotina. Essa foi minha melhor escolha. Conheci novas pessoas, fiz amigos que me ajudaram a melhorar como Keli e Laura, achei pessoas que também gostavam de ler, mas nunca me esqueci dos velhos amigos. Leio os novos como se fosse sempre o meu primeiro livro, abro novamente os antigos. Pois o maior favor que se pode fazer a um livro é lê-lo. E o faço a qualquer hora ou lugar. Hoje o Importante da minha vida são meus livros.

Vitória Jacques Barrera de Almeida

Quem deve criar a cultura produtiva da empresa?

Outro dia estava em uma reunião com empresários, compartilhando dores e soluções na vida empreendedora e uma questão interessante foi levantada. Um deles, sócio de uma empresa com pouco mais de vinte profissionais, insistia que precisaria de uma gestora de RH para criar uma cultura na empresa.

A discussão foi longe, mas muitos empresários tem a mesma visão: que RH é milagre! Claro que um RH na empresa é essencial para ajudar a empresa a decolar, recrutar, criar políticas, aumentar qualidade de vida e desenvolver e apoiar a liderança.

Porém criar uma cultura produtiva na empresa não é papel do RH, do gerente, do diretor. É papel do empreendedor! Do dono! Do acionista.

O conceito de cultura é grande para o tamanho desse post, mas vamos dizer que cultura é criada através da missão, visão e principalmente dos valores que a empresa pretende seguir.

bussola3E quando falo isso, não tem nada a ver com aqueles quadros que todas as empresas têm na recepção, que no mínimo são inúteis. Tem a ver com atitude, com tomada de decisões, com os princípios mais essenciais da empresa e com o tom que a empresa terá internamente e para o mercado.

Delegar a criação da cultura é no mínimo estranho. Vamos supor que você seja o empreendedor e delegue isso para um cara do comercial que você contratou e quer assumir isso. A empresa vai ter a cara de quem? Do cara do comercial, dos seus valores de vida, da sua visão de mundo, etc. O que pode ser ótimo, mas que talvez não seja a cara do empreendedor. Mais cedo ou mais tarde, o empreendedor deixa de usar ou pior, perde a paixão pelo negócio.

Claro que você pode ter uma consultoria para te ajudar nisso, de diretores, do RH, mas a decisão, a forma, as palavras são suas. Cultura é a coisa mais importante que uma empresa pode ter, principalmente no começo. Não é RH que faz cultura. RH ajuda. Gerente ajuda. Diretor ajuda. Dono faz.

E isso precisa ser vivido no dia a dia. E dia a dia é como o empreendedor, com a equipe. As pessoas precisam ser contratadas com base nisso, precisam ser recompensadas por isso, os projetos e as decisões tomadas precisam ser guiados por esses princípios. Não é enfeite, quadro, marketing. É estratégia.

Existem dois casos clássicos desse conceito. Na Zappos, empresa de sapatos adquirida pela Amazon, foi o dono, o Tony que fez, escreveu e disseminou os valores. Depois que isso tá pronto, ai a equipe faz o “spread”.

O que faz o time do Jorge Paulo Lemann faz quando compram uma empresa? Colocam algum dos sócios para criar a cultura na empresa.

Na sua casa é a mesma coisa. Quem cria a cultura? Os sócios da casa! (em alguns casos A sócia majoritária). Se você não tem uma empresa, mas tem uma equipe o conceito vale do mesmo jeito. Se você não tem uma equipe a coisa vale para sua vida também.

Não espere milagre do RH, de ninguém, faça acontecer por você e quando estiver começando a andar sozinho, ai sim pense em delegar! Por isso ache tempo para o estratégico ao invés de ficar só no operacional.

Quer saber mais? No Triad Empreendedores, ensinamos a criar essa e outras estratégias para tornar a empresa mais produtiva.

7 coisas para dar um basta na sua vida

A vida é curta demais para fazer um rascunho dela, o tempo não é seu amigo, ele passa você sem avisar ou pedir permissão. Por isso peguei algumas reclamações típicas que recebo no blog, que você deveria dar um basta:

v2stop-sign

1 – Emprego Chato – Cansou do chefe? O emprego não te realiza? Não te ajuda a crescer profissionalmente? Não consegue mudar de área? Até quando você vai tolerar isso? Mesmo em tempos difíceis o mercado ainda tem muita vaga disponível para pessoas de atitude. Se não tiver no mercado, talvez você possa tirar um velho sonho da gaveta e começar um plano B enquanto está no emprego atual. O que não pode é investir a maior parte do seu tempo acordado em algo que te deixa triste, frustrado, desmotivado e de saco cheio.

2 – Saúde Instável – Se você está sempre doente, sempre gripado, sempre com dor de estomago, é provável que seu corpo esteja falando algo que você não está querendo ouvir. Talvez seu estresse esteja destruindo seu sistema imunológico, mas até quando? Vai precisar ficar de cama no hospital para descobrir que é o momento de dar um basta nisso? Procure uma alternativa séria de tratamento, uma mudança de comportamento e uma vida mais equilibrada.

3 – Falta de prazer – Não pode comer aquele chocolate que você ama? Não está conseguindo fazer aquela viagem dos sonhos? Não consegue mais ter um orgasmo com seu parceiro? São tantos prazeres que a vida nos leva por falta de tempo, coragem, atitude de mudar, dizer um não e etc. O prazer em seu sentido mais amplo, rejuvenesce, aumenta sua felicidade, sua motivação, sua saúde. Rir é comprovadamente uma forma de viver mais, sem dúvida.

4 – Desorganização – A aplicação correta e persistente de um método como o Triad podem ajudar você a ter um planejamento que dê mais resultados, menos tempo procurando informações que você já tem, reduzir o número de esquecimentos e por ai vai.  Dê um basta de uma vez na sua desorganização, falta de tempo e urgências. Aprenda a ter mais controle sobre seu tempo.

5 – Deixar seu importante para depois – Pense em algo que realmente deveria fazer e que traria muito resultado na sua vida? Se é tão importante e traz bons resultados, por que não faz? Provavelmente pelo fato que você só faz quando a coisa é urgente, pois se acostumou assim. Infelizmente, meditação, praia, esporte, leitura, academia, amigos, dificilmente serão urgentes.

6 – Rede Sociais – Eu não sei você, mas o Facebook está enchendo um pouco o saco. Antes tinha mais coisa útil por lá, hoje é mais raro de achar. Será que você está dedicando muito tempo para redes sociais e pouco tempo para as coisas que deveria realmente fazer? Em geral nosso problema não é de tempo, é mau uso do nosso tempo.

7 – Falta de leitura – Essa é uma reclamação tão frequente que as pessoas nem acham estranho comprar livros, deixar em casa e nunca ter concluído a leitura. Ler, na minha opinião, é uma das coisas mais importantes que deveríamos fazer. A leitura nos faz sonhar, aprender, dá vontade de mudar, etc. Dê uma basta nisso, escolha 1 livro, coloque esse livro na sua bolsa, no seu sofá. Prometa algo a alguém se não ler esse livro em um mês e comece a ler agora!

O que você precisa dar um basta na sua vida?

Bbom, TelexFree, Polishop: vale a pena investir seu tempo no marketing multi nível?

Dando continuidade aquele post que falei sobre como trabalhar poucas horas na semana, quero falar sobre essa onde de empresas que usam o modelo de Marketing Multi Nível (MMN) e também o mercado de afiliados (que publicarei em post separado na próxima semana).

1 – Marketing Multi Nível

Em primeiro lugar, eu não estou aqui para recomendar ou criticar algo. Cada um tem que avaliar o que acha, se é condizente com sua vida, possibilidades e princípios antes de tomar a decisão.

Hoje no mercado, proliferou uma série de empresas que estão usando esse mmnmodelo de venda para seus negócios, que não é algo novo, na verdade existe desde 1941. Marketing multi nível (MMN) é uma forma de venda de produtos ou serviços, através de uma rede de pessoas. Você se filia a algum vendedor, você pode recrutar outros vendedores, ganhar uma comissão sobre as vendas deles e assim por diante. Isso é lícito quando se tem algo realmente a vender e todos ganham.

Agora existe o conceito do esquema de pirâmides, que basicamente ganha dinheiro pela movimentação e recrutamento de novos filiados para a rede, sendo que na maior parte das vezes não vende nenhum produto/serviço de fato, pois o ganho está apenas no próprio esquema da montagem da rede. Chega uma hora que esse modelo quebra e as pessoas perdem dinheiro, isso é ilegal e pode dar cadeia. O Fantástico recentemente fez uma matéria sobre as suspeitas da Telexfree, como uma empresa que usa esse esquema. Um amigo que faz parte da Telexfree disse que está muito feliz com o resultado e que é apenas intriga da oposição.

Se você se afiliar a uma empresa séria, com bons produtos ou serviços, de credibilidade no mercado, baixo índice de reclamações e alto nível de solução (porque toda empresa não importa qual seja o setor vai ter reclamação) pode ser uma alternativa para fazer um dinheiro extra.

Como eu não participo de nenhuma operação de MMN, não sabia dizer se é um negócio realmente bom ou ruim. Então pedi no meu Facebook alguns depoimentos e tive os dois lados da moeda. Junto com esses depoimentos preparei algumas dicas sobre esse mercado:

  • Antes de entrar de cabeça em alguma operação de MMN, veja se você tem condições de tempo e dinheiro para entrar nesse negócio, pois são duas grandezas que serão exigidas de você. Se estiver no limite em alguma delas, talvez seja o momento de repensar.
  • Pesquise empresas, órgãos e associações como Reclame Aqui, ABVED, Procon, etc. antes de colocar seu nome vinculado a alguma empresa
  • Consulte amigos e colegas que tiveram boas e más experiências antes de tomar sua decisão
  • Todo negócio exige dedicação para dar resultado, por isso, se entrar, crie um bom plano de ação, defina uma meta para sua participação, crie um monitor com indicadores com seus resultados e planeje. Reserve um dia fixo na semana para “revisar a estratégia desse plano”, bem como dias para vendas e apresentações. Tenha um limite, senão vai prejudicar outras áreas da sua vida.
  • Tente automatizar ao máximo sua operação, pense nas coisas que faz repetitivamente em geral são perfeitas para serem automatizadas de alguma forma.
  • Não seja chato com o mundo, não é porque você bebe suco de tomate que todo mundo tem de beber também. Pegue leve, as melhores vendas, são as de influência não as de insistência. É a diferença entre vender uma vez e vender sempre.
  • Não arrisque tudo na mesma cesta. Não é legal sair do emprego e entrar de cabeça. Vá aos poucos, sinta o resultado e quando tiver uma rede de segurança, ai sim pode pular. Dê tempo ao tempo.
  • Milagres acontecem, mas só Deus para fazer. Não ache que vai trabalhar uma hora por semana e ganhar R$ 100 mil por mês. Com bons produtos e serviços, você terá mercado garantido, porém exige esforço, envolvimento e persistência.

Veja os depoimentos na íntegra, de duas pessoas que falei pelo Facebook (pode entrar na minha lista de amigos e procurá-los diretamente se quiser):

Adriano Pena

Eu sou educador financeiro e pequeno empresário e estou sempre a procura de novas maneiras de geração de renda para o meu portfólio financeiro. Quando escutei falar do MMN achei interessante e promissor, quando feito da maneira correta, sustentável e responsável, nada de pirâmides financeiras. Esses foram os motivos que me levaram a entrar no negócio.

Este é um negócio em paralelo ao meu negócio atual, por isso, não tenho dedicado o tempo que gostaria para que o negócio cresça, mas em média dedico cerca de 10 horas por semana de segunda a sexta e eventualmente 3 horas nos sábados.

Para vender utilizo Internet (facebook e twitter) e contatos pessoais com amigos, parentes etc. pessoas do meu relacionamento. Tenho pretensões de pelo menos dobrar o tempo dedicado ao negócio até o final do ano.

Ainda não tenho resultados financeiros satisfatórios, mas acredito que dentro de mais um ano posso colher os resultados que imagino.

OBS. Entrei na Polishop por entender ser uma empresa séria com ótimos produtos e oportunidades. Existem outras empresas do MMN que também se enquadram nesses requisitos, como por exemplo: RACCO, AVON, NATURA, CIDIZ etc. Mas, em minha opinião BBOM, TELEXFREE, BLACKDEVER, PRIPLES são pirâmides financeiras disfarçadas de MMN. Isso acontece porque o MMN ainda é novo no Brasil e o brasileiro tem a cultura de querer ganhar dinheiro sem fazer nada, assim esse tipo de coisa ainda pega por aqui.

Sempre falo para as pessoas que desejam entrar no MMN que busquem informações no site da ABEVD. Em minha opinião este é o primeiro sinal de que o MMN está sendo feito da maneira correta.

Foi um grande prazer poder contribuir para seu texto, espero que possa ter ajudado. Conheço seu trabalho e admiro muito. Quando precisar pode contar comigo!

Luiz Carlos Do Nascimento

1 – Por que você escolheu entrar no mercado de MMN?

Ganho 100%

2 – Quanto tempo em média você dedica semanalmente para esse negócio?

Menos de 5h.

3 – A escolha do MMN fez você sair do emprego e trabalhar de casa ou consegue conciliar os dois?

Não Precisei sair do Emprego,Concilio bem as duas funções.

4 – Que meios você utiliza para vender seus produtos? Internet, visitas, call center, etc??

Demonstro o produto pessoalmente.

5 – Os resultados são satisfatórios para você?

Sim, sem muito esforço em 10 dias fiz quase um salario mínimo liquido de lucro. Vou continuar.

Como qualquer coisa na vida, exige uma boa dose de avaliação e ponderação. Não tenha pressa para tomar sua decisão.