Anúncios

Petrobras: Primeiros passos para liberar a Internet internamente.

Esta semana participei de um debate na Petrobras e uma pergunta de um gestor, bem comum, foi levantada: redes sociais prejudicam a produtividade durante horário de expediente?

Essa pergunta é pertinente com o atual momento que a maior empresa do País vive, já que desde 1/11/13 a empresa decidiu liberar o uso de redes como Facebook, Youtube, Twitter por meio de sua rede interna corporativa.

petrobrasv1

“A decisão foi tomada pela Diretoria Executiva com os objetivos de aumentar o acesso ao conhecimento e aumentar o grau de interação interna e externa; aumentar a satisfação em trabalhar na Petrobras; e fortalecer a imagem de empresa inovadora e alinhada às tendências de comunicação para atrair e reter talentos. A companhia tem canais proprietários nas três plataformas sociais que poderão ser acessadas por meio da RIC.“ – comunicado interno Petrobras

A minha opinião sobre esse tema, é baseada em algumas pesquisas que já foram publicadas e também em alguns clientes nossos das 1000 maiores empresas que adotaram essa política. Internet, de forma controlada, não prejudica a produtividade. Em alguns casos, pesquisas mostram que pode até aumentar a produtividade.

Primeiro porque hoje ninguém mais limita ninguém de acessar as redes, afinal a maior parcela das pessoas, tem celular com acesso a Internet. Se você bloqueia, ele vai tomar café para acessar. É o me engana que eu gosto.

Agora claro que deixar totalmente liberado não faz bem para ninguém, pois se deixar uma balinha de chocolate, por mais que o chocólatra seja controlado, uma hora a bala some… Sou a favor de estipular um período de tempo e cada um use esse tempo de liberdade da forma como gostaria. Com o passar do tempo e maturidade da equipe, libere o acesso por completo.

O que não vale é discursos infundados, dizendo que a produtividade cai com o uso da Internet, sem métricas adequadas. Se não mediu antes, como saber se caiu, não é verdade?

Gestores devem ajudar sua equipe a saber o que é prioritário, delegar as atividades importantes e apoiar para que o resultado aconteça. Se eles tiverem engajados, sabem a direção, tem velocidade e ai o controle vem naturalmente. Não é por causa da Internet que uma equipe fica improdutiva, é pela falta de uma liderança produtiva. Esse é o ponto!

Isso vale ao governo que está com ideias de restringir algumas coisas na Internet por questões de segurança, mas ai, essa é uma história para outro post.

Viva a liberdade!

Anúncios

Redes Sociais: saiba o seu limite.

Muitas empresas tem se questionado sobre o uso do Facebook durante horário de expediente, algumas criam regras rígidas de controle e outras simplesmente liberam o uso. Em minha opinião eu acho que o caminho do meio é a saída, nem liberar demais nem apertar muito. Eu sou favorável a liberação, mas de forma controlada, através de horários, limites de tempo, volume de dados trafegados, etc. Não existe mais essa história de bloqueio total, a não ser que você reviste o bolso das pessoas e as impeça de trazer seu celular para o trabalho, não é verdade?

O problema não está em liberar, o problema está em desenvolver nas pessoas o senso de saber o seu limite de uso do Facebook. Eu acho que a redes sociais são como uma droga, elas viciam, pois geram prazer na sua utilização de alguma forma. Se não fosse positivo em algum sentido as pessoas não o fariam.

facebook-addiction1 (1)

O problema é que algumas pessoas não conseguem desenvolver um limite pessoal e com isso acabam prejudicando sua produtividade diária sem ao menos perceber. Na Triad PS temos tudo liberado, acredito profundamente na capacidade individual da minha equipe, de julgamento do que é realmente importante no momento certo.

Não ligo nem um pouco de ver um colaborador no chat no Facebook, se tenho a certeza de que depois de algum tempo ele retornou mais focado para terminar a prioridade. O problema é se o chat não termina e consome longas horas no dia, ai prejudica a execução, uma série de coisas fica atrasada, os e-mails acumulam, a sensação de atraso e de correria aumentam. Esse é o caso que a rede social está fazendo mal para sua performance, é o momento de parar.

Minha gerente comercial passou por esse processo, ela se viciou no Facebook. Isso começou a afetar a conclusão das tarefas, até o dia que ela disse: “parei. Está me atrapalhando”. Ela parou de usar e se restringiu aos horários de almoço e lanche para ver os updates. Voltou ao controle.

É isso que você precisa desenvolver, o seu senso de limite, de quando a rede te ajuda e quando a rede te prejudica. Uma hora ou outra, ver seu Facebook será positivo, para espairecer as ideias, pensar em outra coisa, etc. podemos chamar talvez de ócio criativo do Domenico de Masi, mas o excesso vira o que eu chamo de circunstancial, perda de tempo sem resultados.

Aprenda a se vigiar, se não consegue fazer sozinho, peça para alguém limitar você.

Até a próxima

Redes sociais podem custar US$ 10 mil/funcionário?

Na linha da última pesquisa que publicamos sobre a perda de tempo do Brasileiro, uma pesquisa do instituto uSamp com 500 trabalhadores  nos Estados Unidos, e divulgada pela empresa harmon.ie, mostra que na grande maioria dos casos, redes sociais representam uma cara perda de foco no trabalho (ou seja, dinheiro).

A pesquisa afirma que 60% das interrupções no trabalho envolvem o uso das ferramentas sociais (Facebook, Twitter, e-mail, Messenger…). Por conta disso, 45% dos empregados não conseguem trabalhar nem 15 minutos sem serem interrompidos. E 53% perdem pelo menos uma hora por dia com esse tipo de distração.

Pela pesquisa, essa perda de produtividade significa cerca de 10 mil dólares por trabalhador em um ano. Para empresas com mil funcionários, essa interrupção chega a 10 milhões de dólares por ano.

O e-mail continua na frente entre as maiores distrações, com 23%. Redes sociais, como o Facebook aparecem com 9% e mensagens instantâneas ficam com 6%.

Claro que ninguém é robo e trabalha 8 horas por dia sem interrupções, mas eu não sou contra as redes sociais não.. eu só acho que tem de ter limite, senão o pessoal se perde, mesmo sem querer.. entre proibir e liberar, eu acho que o caminho do meio pode ser uma solução: libere nos horários antes e pós expediente e na hora do almoço… claro que tudo devidamente logado!

O problema desse tipo de interrupção é que você entra em estado de multi-tarefa e isso sim mata toda sua produtividade!

matéria original: IDGNOW

10 dicas para não perder tempo com as Redes Sociais

Eu já falei diversas vezes sobre o impacto das redes sociais na nossa produtividade, mas esse assunto é um dos mais pedidos pelos leitores aqui do blog, então preparei um resumo com 10 estratégias que podem salvar seu tempo:

1 – Seja seletivo nas suas redes – Quantidade de redes não é qualidade. Para que participar de redes sociais que não sejam relevantes? O ideal é focar nas principais redes onde seus amigos e interesses estão localizados. Eu por exemplo, uso apenas 4 redes (Facebook, LinkedIn, Twitter e Orkut -> nessa ordem de importância).

2 – Cancele e-mails de notificações – Todas as redes permitem configurar o aviso de recebimento de e-mails, o melhor é cancelar todos, assim você comanda a rede e acessa quando quiser, caso contrário vai ser difícil controlar a vontade de saber porque você foi “taggeado” na foto da sua amiga…

3 – Determine um foco nas redes – Quem tenta agradar a gregos e troianos ao mesmo tempo se complica com um dos lados. Crie uma estratégia para cada rede que você tiver, por exemplo, se você for utilizar o twitter para fins profissionais, não misture com coisas pessoais. Muitas empresas utilizam as redes sociais na hora de contratar um profissional e vai pegar muito mal se houver fotos suas, bêbado depois da balada. Mantenha coerência no perfil que você definir, com fotos, textos e comentários! Muita gente tem se queimado sem perceber por falta de estratégia!

4 – Determine horários – Eu não sou contra ver seu facebook durante o horário de expediente, sou contra o abuso desse uso. Utilize seus horários antes ou após o expediente e seu horário de almoço para caso queira acessar as redes no trabalho para fins pessoais. Eu costumo ver e responder minhas redes no final do dia, em casa.

5 – Siga poucas pessoas, mas relevantes – Para que seguir gente que não tem nada a ver ou que o conteúdo se tornou irrelevante? Faça uma dieta de pessoas que você segue, repare nos próximos dias quem não tem agregado valor e simplesmente deixe de seguir esta pessoa.

6 – Utilize agregadores – Existem sites e softwares que permitem centralizar suas redes sociais ou atualizar a partir de um único post. Eu tenho utilizado o tweetdeck que me permite atualizar meu facebook, twitter e linkedin de uma só vez. Um site que vale a pena dar uma olhada é o http://www.threadsy.com/ que junta e-mails e suas redes em um só lugar.

7 – Seja relevante nas suas redes – As pessoas gostam de seguir pessoas que fornecem um conteúdo relevante, na medida certa e com periodicidade. Aquele chato que “twitta” muito de uma vez só, acaba perdendo seguidores. E o que “twitta” posts dizendo que acordou de mau humor também não agrega.

8 – Aproveite seu tempo de espera – Eu gosto muito de atualizar minhas redes quanto estou no aeroporto ou esperando para começar um evento. Aproveitar esse tempinho é muito válido desde que seu celular ou tablet estejam habilitados para tal. Existem centenas de softwares para esses dispositivos que mandam muito bem!

9 – Rede social não requer “real time answer” – Não sinta-se obrigado a responder uma mensagem na mesma hora que a pessoa te enviou. Se fosse urgente de verdade, ela encontraria outra forma de falar com você. Se você cria esse péssimo hábito de responder assim que chega, além de acostumar mal as pessoas, vai perder muito tempo desnecessariamente!

10 – A vida existe lá fora – Não é porque a vida social se tornou digital que você vai se esconder atrás de um computador em seus relacionamentos. É preciso reservar um tempo para estar junto com os amigos e família presencialmente!

Como Não perder Tempo com as Redes Sociais

Há alguns anos quando falávamos sobre redes sociais, ou mais especificamente o Orkut (que era a rede predominante na época) a maioria das pessoas achava uma perda de tempo, que eram desnecessárias, coisa de adolescente ou apenas para diversão. Em pouco tempo essa percepção foi totalmente alterada.

Podemos comparar a entrada das redes sociais com a entrada do celular na vida das pessoas. No começo havia muita gente que jurava que nunca precisaria de um celular, e que era o fim dos tempos ter que andar com o telefone no bolso. Hoje em dia, a grande maioria dos Brasileiros não consegue mais viver sem o seu aparelho.

As redes sociais entraram para ficar na vida das pessoas e das empresas, e isso obviamente acaba afetando nosso tempo de alguma forma. Se usar bem vai aproveitar os benefícios, agora se usar mal, vai conseguir mais um ladrão de tempo para você se perder na sua rotina.

Muitas empresas me questionam se devem ou não liberar o acesso às redes sociais na empresa, e eu digo que deve ser proibido se sua empresa também revista os funcionários e proíbe a entrada de celular. Caso contrário, tem de estar liberado! Rede social é parte da vida e do tempo de todo mundo hoje em dia, ajuda a impulsionar muitos negócios, gera networking, contrata pessoas, busca informações, ajuda a pessoa a relaxar, a se comunicar, etc. A revista Veja trouxe uma pesquisa que mostrou que 21% dos profissionais pediriam demissão caso tivessem o acesso às redes sociais bloqueado.

Na minha visão, com o que as empresas e você precisam se preocupar é com o uso consciente da ferramenta, ou como qualquer outra, vai matar sua produtividade por completo. Se mesmo assim achar que deve bloquear, então use um meio termo: libere nos horários antes e pós-expediente.

Veja algumas dicas sobre como não perder tempo com as redes sociais:

  • Participe de redes sociais relevantes – Você não precisa estar em 10 redes sociais, selecione as mais relevantes e que tenha o maior número de pessoas conectadas a seus objetivos. Eu participo apenas de 4 redes (sou eu quem atualizo pessoalmente): Twitter, Facebook, LinkedIn, Orkut, o resto não me agrega;
  • Desabilite os avisos de recados e mensagens – Configure suas redes para não ficar te avisando, apitando ou enviando e-mails a cada nova mensagem ou scrap que você receber. Se você receber todos os avisos, vai perder um tempo que você nem imagina e o que os olhos vêem, a curiosidade não consegue controlar, não é?;
  • Tenha horários – Assim como eu recomendo no e-mail, nada de ficar com a rede aberta toda hora. Defina horário ou dias para atualizar e olhar suas redes. Eu costumo olhar minhas redes sempre de noite ou aos domingos. O twitter, quando estou na empresa, vejo três vezes por dia e olhe lá.
  • Utilize Softwares – Existem milhares de programinhas que ajudam você a atualizar suas redes sociais de forma simples e integrada. Eu utilizo e recomendo o Tweetdeck, ele integra todas as minhas redes, ou seja, basta escrever uma vez para todas as redes serem atualizadas. O Echofon para Firefox também é excelente. Para celulares existem diversos, basta dar uma pesquisada que vai achar algum com a sua cara.
  • Dica para o twitter – Como o twitter está na moda, a minha dica é: siga poucas pessoas, mas com conteúdo relevante. Se você seguir muita gente não deve estar usando o twitter como fonte de conhecimento e provavelmente ele não deve estar agregando muito valor ao seu dia-a-dia, pois acaba tendo tantas mensagens que dificilmente você vai ver.

Redes Sociais são a invenção mais nerd que deu mais certo no mundo dos “pops”! Impossível viver sem, mas não se perca por causa dela, saiba usá-la com sabedoria e que não jogue seu tempo no lixo!

PS.: Fique a vontade para me adicionar nas redes sociais!

Sua Empresa é Social?

Se você não está levando muito a sério essa onda de redes sociais, é melhor começar a colocar o assunto na pauta da sua estratégia. Uma pesquisa recente, mostrou que o tempo dedicado a redes sociais pelos internautas quase dobrou em um ano. Os internautas de todo o mundo passaram mais de cinco horas e meia em redes sociais em dezembro do ano passado, de acordo com pesquisa mundial da Nielsen Wire. Segundo o levantamento, o número representa aumento de 82% em relação ao tempo que os usuários da web gastaram no mesmo mês do ano anterior.

Em um tempo não muito distantistock-social-network e ter um site na Internet era mais do que suficiente para sua empresa estar na “era digital”. Hoje em dia ter um site é muito pouco, ou para algumas empresas quase nada. Alguns segmentos de empresas, como por exemplo, prestadoras de serviços online, não atraem muita confiança do consumidor se não tiverem um canal de contato rápido como blog, twitter ou fóruns de discussão.

Na Triad, descobrimos que nossa taxa de conversão de vendas triplica quando o usuário passa a nos acompanhar via twitter, blog, youtube ou facebook. “Isso mostra que a empresa está sempre preocupada em fazer coisas novas, nos manter informados. Parece que estamos mais próximos e isso me deu confiança em comprar”, afirma Maria de Fátima, em pesquisa realizada com nossos clientes sobre a decisão de compra após um tempo acompanhando nossas redes sociais.

É um caminho sem volta, se sua empresa quer estar mais próxima do seu cliente, não espere que ele coloque na agenda um compromisso de visitar seu site a cada 15 dias para ver as novidades, isso não existe. As pessoas gostariam de acompanhar sua empresa, se ela der essa oportunidade. E como fazer isso?

O primeiro passo é levar a questão a sério, não adianta começar o processo e parar no meio, fica feio e passa desconfiança de algo que não é atualizado há tempos. Precisa ter alguém responsável por redes sociais na empresa, não recomendo terceirizar essa pessoa, talvez a execução com uma agência web, mas alguém de dentro precisa ser a ponte e trazer essa mentalidade para a organização.

As redes sociais que sua empresa irá participar depende muito de sua estratégia, as mais comuns são:

  • Blog – Um blog corporativo com coisas úteis e práticas, novidades sobre seus produtos e serviços, cases, dicas de uso, sugestões de clientes, perguntas e respostas é uma ferramenta extremamente importante. Vale tomar cuidado para que o blog não seja uma coisa unilateral, precisa ter a participação dos leitores (e isso inclui críticas e saber lidar com elas). Atualize no mínimo duas vezes por semana.redesocais
  • Twitter – É uma forma de comunicação rápida, permite avisar de novidades, problemas, novos artigos no blog, promoções, etc Se bem monitorado pode ser uma excelente fonte de prospecção de novos clientes ou até servir como uma espécie de extensão do seu serviço de SAC. Atualize pelo menos 3 vezes ao dia.
  • Youtube / Facebook / Orkut / LinkedIn – Essas e outras redes sociais permitem criar uma comunidade de pessoas que gostam do seu produto e serviço e querem ver novidades, vídeos, fotos, eventos e outras coisas. Em minha opinião são as que dão o maior trabalho para manter da forma correta, precisa ter gente pensando em conteúdo ou as pessoas perderão interesse nesses grupos.

Existem diversos sites na Internet que permitem integrar todas essas mídias. Por exemplo, quando post um artigo no meu blog, automaticamente vai para o Twitter, LinkedIn e Facebook. Com apenas um clique estou atualizado em todas as minhas redes, isso ajuda a não perder muito tempo

Coloque esse assunto na pauta da sua estratégia, selecione a equipe correta, comece a acompanhar e principalmente: meça os resultados ou serão apenas estratégias soltas que ninguém verá o retorno do investimento.

Se já estiver social conecte-se comigo utilizando os ícones ao lado para acessar minhas redes no Twitter, Facebook, Linkedin e outras.